Saúde Pública e Meio Ambiente: Seminário debate futuro do Programa

Publicada em
 
 
 

Teve início nesta segunda-feira, 9/12, o Seminário de Planejamento Estratégico do Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública e Meio Ambiente da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (PPGSPMA/ENSP). O encontro, que está acontecendo no Palácio Itaboraí, sede da Fiocruz em Petrópolis, Rio de Janeiro, visa debater os avanços e desafios da área, o novo processo de avaliação da Capes, bem como o perfil do corpo docente e a internacionalização do programa. O encontro vai até o dia 11 de dezembro e reúne docentes, seus coordenadores e outros participantes estratégicos para o PPGSPMA. 
 
O Programa de Saúde Pública e Meio Ambiente pauta-se na formação de docentes e pesquisadores, assim como na produção de conhecimento a partir da investigação do impacto do ambiente e suas alterações no processo saúde-doença, considerando precipuamente a dimensão coletiva ou populacional da saúde. O PPGSPMA, ao longo dos anos, vem articulado diferentes disciplinas e profissionais com a finalidade de investigar a influência do ambiente na saúde da população, identificar e estimar riscos, propor e avaliar intervenções voltadas para a redução ou eliminação de riscos à saúde da população.
 
Os estudos desenvolvidos no âmbito do Programa buscam concretizar a análise do impacto ambiental sobre o conjunto dos seres vivos, incluindo diferentes campos do conhecimento e abordagens metodológicas. Assim, o PPGSPMA tem como marco de referência, compartilhado por seu corpo docente e base da formação oferecida aos seus alunos, a concepção de que o processo de adoecimento humano não está dissociado dos impactos ambientais que afetam o conjunto de seres vivos.
 
A programação do encontro prevê os seguintes debates: Cenário do novo processo de avaliação da Capes; Avanços e desafios no atual cenário; Situação atual das áreas de concentração do Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública e Meio Ambiente da ENSP (Epidemiologia ambiental, Gestão e Saneamento Ambiental, Toxicologia Ambiental); Perfil do corpo docente – qualidade das atividades de pesquisa e envolvimento do corpo docente; e Impacto na sociedade e Internacionalização.
 

 

Nenhum comentário para "Saúde Pública e Meio Ambiente: Seminário debate futuro do Programa"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.