Pesquisadoras da ENSP debaterão violência interpessoal em encontro na Uerj

Publicada em
 
 
 

Violência familiar, contra mulheres, comunitária, bullying, bem como violência nos serviços de saúde estão no escopo de estudos do Programa de Investigação Epidemiológica em Violência Familiar (PIEVF), do Instituto de Medicina Social da Uerj que está comemorando duas décadas de atuação. Para tanto vai realizar, em 18 de novembro, o Seminário Produção científica, inovações e desafios na pesquisa em violência interpessoal no Brasil: 20 anos do PIEVF. A pesquisadora Emérita da Fiocruz e coordenadora científica do Departamento de Estudos sobre Violência e Saúde Jorge Careli (Claves/ENSP), Cecília Minayo, proferirá a conferência Estudos sobre violência e saúde: onde estamos e para onde vamos? durante o encontro. Simone Assis, também do Claves/ENSP, será palestrante no Seminário que é gratuito, porém tem inscrição limitada.
 
Partindo da premissa de que a produção do conhecimento científico é de extrema importância para o enfrentamento da violência interpessoal, o Seminário pretende promover uma análise crítica da produção no âmbito da violência interpessoal, identificar lacunas e desafios a serem enfrentados pelo grupo no que tange às pesquisas epidemiológicas sobre o tema, bem como discutir formas de potencializar os impactos dos estudos na sociedade.
 
O encontro é um evento científico comemorativo dos 20 anos do PIEVF/IMS que visa contribuir para a difusão e o fortalecimento da pesquisa científica na temática da violência, local e nacionalmente. As reflexões acerca desse importante problema de saúde pública visam agregar elementos tanto teóricos como empíricos na perspectiva de apontar estratégias para o seu enfrentamento.
 
Durante o evento, espera-se que o diálogo com alunos, profissionais de saúde e pesquisadores que atuam na área possa integrar ainda mais as atividades do PIEVF às necessidades das instituições que atuam na prevenção das violências e da população em geral. A oportunidade de sintetizar tal conhecimento alinhado à discussão crítica de especialistas na área oriundos de diferentes instituições nacionais fortalece a pesquisa em violência, bem como os grupos e instituições que estudam a temática. 
 
Confira a programação
9h - Mesa de abertura
Coordenadora: Claudia Leite de Moraes (IMS/Uerj)
Expositores: Sub-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (Uerj) e Direção do Instituto de Medicina Social (Uerj).
9h30 - Palestra: Panorama PIEVF 20 anos
Expositores: Claudia Leite de Moraes (IMS/Uerj) e Prof. Michael Eduardo Reichenheim (IMS/Uerj).
11h - Conferência Estudos sobre violência e saúde: onde estamos e para onde vamos?
Expositores: Maria Cecilia Minayo (Claves/ENSP/Fiocruz)
 
13h30 – Mesa Inovações na pesquisa epidemiológica em violência interpessoal
Coordenador: Michael Eduardo Reichenheim (IMS/Uerj)
Expositores: Simone Assis (Claves/ENSP/Fiocruz), Maria Fernanda Peres (FMUSP), Claudia Leite de Moraes (IMS/Uerj), e Maria Helena Hasselmann (INU/Uerj)
15h20 – Mesa Violência familiar/interpessoal: tecendo a rede entre a universidade e serviços de saúde no Estado do Rio de Janeiro
Coordenadora: Emanuele Souza Marques (IMS/Uerj)
Expositores: Stella Taquette (FCM/Uerj), Viviane Manso Castello Branco (Escola de Medicina Souza Marques e Rede Nacional Pela Primeira Infância), Anna Tereza Soares de Moura (Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro), e Jeanne de Souza Lima (Núcleo de Promoção da Solidariedade e Prevenção das Violências, SMSDC- RJ).
 
Programa de Investigação Epidemiológica em Violência Familiar (PIEVF/IMS)
 
O Programa de Investigação Epidemiológica em Violência Familiar (PIEVF) é ligado ao Instituto de Medicina Social (IMS), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Desde a sua criação, em 1999, o PIEVF tem como objetivo abordar a violência interpessoal – principalmente a violência familiar – sob o ponto de vista da epidemiologia. 
 
Inicialmente, os projetos desenvolvidos no PIEVF estavam inseridos em seis vertentes: avaliação da magnitude e caracterização da violência familiar em estudo populacionais; análise da violência familiar no âmbito dos serviços de saúde; estudo dos determinantes da violência familiar; estudo envolvendo as consequências da violência familiar na saúde; desenvolvimento, avaliação e adaptação transcultural de instrumentos de aferição relacionados à violência familiar e domínios afins; assim como desenvolvimento de programas computacionais e aplicação de métodos estatísticos e epidemiológicos especiais.
 
Entretanto, nos últimos anos, o PIEVF tem ampliado seu escopo, de modo a contemplar outras formas de violência interpessoal, tais como violência comunitária e bullying, e a abordagem da violência nos serviços de saúde, especialmente na Estratégia Saúde da Família, principal porta de entrada para o Sistema Único de Saúde. 
 
Todos os projetos de pesquisa envolvem alunos de graduação (Iniciação Científica), mestrado e doutorado do IMS/Uerj e instituições parceiras. Tais iniciativas têm a finalidade de alimentar as ações relacionadas à violência contra mulheres, crianças, adolescentes e idosos, visando à sensibilização da opinião e órgãos públicos e à instrumentalização e apoio aos programas que tem como foco seu enfrentamento. Além das atividades de pesquisa e ensino vinculadas ao PIEVF, seus integrantes também atuam em outros projetos próprios financiados por instituições brasileiras de fomento à pesquisa em parcerias com outras instituições de pesquisa e serviços de saúde.
 
Serviço:
Seminário Produção científica, inovações e desafios na pesquisa em violência interpessoal no Brasil: 20 anos do PIEVF
Data: 18/11
Local: 
Auditório do Instituto de Medicina Social (IMS)
Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj)
Rua São Francisco Xavier, 524 – Maracanã
Bloco E, 6º andar (Auditório)
Inscrições: https://www.pievf20anos.com.br
 

 

Nenhum comentário para "Pesquisadoras da ENSP debaterão violência interpessoal em encontro na Uerj"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.