Nota de falecimento: Cláudio do Amaral Júnior

Publicada em
 
 
 

A Presidência da Fiocruz lamenta a morte do médico sanitarista Cláudio do Amaral Júnior. Cláudio atuou como gestor de políticas públicas de saúde no Brasil, das quais destaca-se a campanha de erradicação da varíola. Cláudio foi o último coordenador nacional da campanha e assistiu aos últimos casos da doença no Rio de Janeiro, além de preparar a documentação para a certificação da erradicação em todo o território nacional. O velório será realizado entre 8h e 12h e o enterro ocorrerá logo em seguida, nesta sexta-feira (11/10), no Cemitério Parque da Colina, em Pendotiba, Niterói.
 
A Casa de Oswaldo Cruz (COC) recebeu, em 2001, uma doação do fundo Cláudio Amaral, com documentos textuais e farta iconografia composta por mais de 1,6 mil itens entre fotografias, slides e cartazes situados entre 1942 e 2001. Cláudio formou-se em medicina pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 1967, onde também atuou como militante estudantil pelo movimento Ação Popular. Naquele ano transferiu-se para o Maranhão e trabalhou na estruturação dos serviços de saúde do estado e na Campanha de Erradicação da Varíola (CEV). Em 1969, ingressou na Fundação Serviços de Saúde Pública (FSESP) e um ano depois passou a coordenar a CEV nos estados de Pernambuco, Rio de Janeiro e Paraná. De 1973 a 1976 atuou na Índia como consultor em doenças transmissíveis da OMS e de 1976 a 1980 acompanhou na Etiópia os últimos casos de varíola.
 
Retornou ao Brasil em 1981, como diretor do Departamento de Epidemiologia da FSESP, exercendo atividades de coordenação de campanhas de vacinação contra poliomielite, sarampo e tuberculose. Em 1983, dirigiu o Departamento de Epidemiologia e Controle de Doenças da Secretaria de Saúde, durante a gestão de Leonel Brizola no governo do Rio de Janeiro. Em 1988, trabalhou na Secretaria Nacional de Ações Básicas de Saúde, como assessor do ministro da Saúde, Waldir Arcoverde, para o Programa Nacional de Imunizações. Com a experiência adquirida com a varíola, colaborou junto à Opas, no projeto para a erradicação da poliomielite no Brasil.

Nenhum comentário para "Nota de falecimento: Cláudio do Amaral Júnior"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.