Pesquisadora comenta novo tratamento para tuberculose em crianças

Publicada em
 
 
 

Na segunda-feira, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandeta, anunciou a incorporação no Sistema Único de Saúde (SUS) de uma nova formulação, simplificada e com mesma eficácia, para o tratamento da tuberculose em crianças menores de 10 anos. A medida, de acordo com a pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz e membro do Comitê Assessor em Tuberculose do Ministério da Saúde, Margareth Dalcolmo, responde a um longo anseio do Programa de Controle Brasileiro. Confira, no Podcast desta semana, por qual razão o novo tratamento é mais aceitável para as crianças e por qual motivo pode representar uma mudança de paradigma no tratamento da tuberculose.
 

 

Na ocasião, o ministro da Saúde assumoi a presidência do Conselho da Stop TB, organização internacional que atua para eliminar a tuberculose no mundo. Além disso, o SUS passará a ofertar uma nova formulação para o tratamento em crianças menores de 10 anos. Assista aqui o Facebook Watch feito pelo Ministério da Saúde. Na mesma data, (9/9), a pesquisadora Margareth Dalcolmo concedeu entrevista à Radio Nacional sobre o tema: "Até o momento não existia um tratamento tão fácil para as mães administrarem às crianças", comentou. Acesse a reportagem.

Nenhum comentário para "Pesquisadora comenta novo tratamento para tuberculose em crianças"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.