OMS oferece ferramenta e estabelece meta para acelerar ações contra resistência antimicrobiana

Publicada em
 
 
 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou na terça-feira, 18 de junho, uma campanha global convocando os governos a adotarem um instrumento para reduzir a disseminação da resistência antimicrobiana, eventos adversos e custos. Denominada AWaRe, a ferramenta foi desenvolvida pela Lista de Medicamentos Essenciais da OMS para conter a resistência crescente e tornar o uso de antibióticos mais seguro e eficaz.

A AWaRe classifica os antibióticos em três grupos - Acesso, Vigilância e Reserva - e especifica quais antibióticos usar para as infecções mais comuns e graves; quais devem estar disponíveis em todos os momentos no sistema de saúde; e aquelas que devem ser usadas com parcimônia ou preservadas e usadas apenas como último recurso.

A nova campanha visa aumentar a proporção do consumo global de antibióticos no grupo Acesso para pelo menos 60% e reduzir o uso de antibióticos com maior risco de resistência dos grupos Vigilância e Reserva. O uso de antibióticos do grupo Acesso reduz o risco de resistência porque eles são de “espectro estreito” (que têm como alvo um microrganismo específico em vez de vários). Eles também são menos caros porque estão disponíveis em formulações genéricas.

“A resistência antimicrobiana é um dos mais urgentes riscos à saúde do nosso tempo e ameaça desfazer um século de progresso”, disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS. “Todos os países devem encontrar um equilíbrio entre a garantia do acesso a antibióticos que salvam vidas e a redução da resistência aos medicamentos, reservando o uso de alguns antibióticos para as infecções mais difíceis de serem tratadas. Convoco os países a adotarem a AWaRe, que é uma ferramenta valiosa e prática para fazer exatamente isso”.

A resistência antimicrobiana é uma ameaça global à saúde e ao desenvolvimento e que continua crescendo no mundo, conforme destacado em um relatório recente do Grupo de Coordenação Internacional sobre Resistência Antimicrobiana. Atualmente, estima-se que mais de 50% dos antibióticos em muitos países são utilizados inadequadamente – por exemplo, para tratar vírus quando tratam apenas infecções bacterianas ou no uso do antibiótico errado (espectro mais amplo), o que contribui para a disseminação da resistência antimicrobiana.

Clique aqui e leia a matéria na íntegra. 

Nenhum comentário para "OMS oferece ferramenta e estabelece meta para acelerar ações contra resistência antimicrobiana"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.