Manicômios judiciários, justiça e saúde mental: debate está disponível em vídeo

Publicada em
 
 
 

No âmbito das atividades de encerramento da 37ª edição do curso de Especialização em Saúde Mental e Atenção Psicossocial da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, foi realizada a palestra Os manicômios judiciais e a interface justiça e saúde mental: políticas públicas e perspectivas. A atividade foi coordenada pela pesquisadora do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental e Atenção Psicossocial da Escola (Laps/ENSP) e diretora da Associação Brasileira de Saúde Mental (Abrasme), Ana Paula Guljor.

O evento, apresentado pelo coordenador do Laps/ENSP, Paulo Amarante, contou com a participação do professor do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e membro da Rede Ibero-americana em História da Psiquiatria, Alister Teixeira Dias; da Juíza do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) e professora da Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj), Ariadne Villela Lopes; e do psiquiatra, diretor do Instituto de Pericias Heitor Carrilho e ex-diretor do Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico Henrique Roxo, da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária, Marcos José Relvas Argôlo.

+Acesse a playlist Manicômios judiciais e a interface justiça e saúde mental: políticas públicas e perspectivas.

Na ocasião, Paulo Amarante celebrou a realização das 37 edições do curso de Especialização em Saúde Mental e Atenção Psicossocial, ressaltando que o sucesso do curso se deu diante de um grande esforço e de muitos anos de luta, desde 1989, quando Amarante foi integrado ao quadro de professores da ENSP/Fiocruz.

“Nosso curso foi pioneiro na construção da Reforma Psiquiátrica no Brasil, e muitas pessoas importantes para a área passaram por aqui. Foram muitos anos de luta, muitas dificuldades, mas conseguimos e, durante todos esses anos, tivemos um processo de construção muito rico. Foram criados curso de especialização, mestrado, doutorado, pós-doutorado, convênios nacionais e internacionais, diversas publicações e muita pesquisa”, destacou ele.

Paulo Amarante aproveitou a oportunidade para agradecer nominalmente todos os professores que compõem o corpo docente do curso de Especialização em Saúde Mental e Atenção Psicossocial e comemorou a institucionalização do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental e Atenção Psicossocial da Escola (Laps/ENSP).

O evento aconteceu durante dois dias, 11 e 12 de abril. No dia 11 de abril, foi realizada a palestra Os manicômios judiciais e a interface justiça e saúde mental: políticas públicas e perspectivas. Em 12 de abril, os alunos organizaram os tradicionais Seminários de Arte e Cultura.

Confira, abaixo, as apresentações da palestra Os manicômios judiciais e a interface justiça e saúde mental, na íntegra.

 

Nenhum comentário para "Manicômios judiciários, justiça e saúde mental: debate está disponível em vídeo"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.