Plataforma celebra uma década de atuação em prol da Saúde do Trabalhador

Publicada em
 
 
 

A Plataforma Renast On-line está celebrando uma década de atuação neste mês de abril. Criada com objetivo de produzir ações beneficiando o bem-estar dos trabalhadores e o controle social, a Renast On-line é uma ferramenta de comunicação e dados de abrangência nacional, os quais auxiliam a integração em rede e a disseminação de informação e conhecimento na Rede Nacional de Saúde Integral à Saúde do Trabalhador.

De fácil navegação, o espaço virtual traz notícias, cartilhas, boletins epidemiológico, glossário, manuais, protocolos, cadernos e recursos educacionais com dados que auxiliam a análise de situação de saúde e o controle social. Todos os conteúdos e dados estão organizados por classificações de territórios, ocupações, atividades econômicas e doenças. Na plataforma, é possível encontrar, ainda, verbetes mantidos em parceria com pesquisadores e técnicos da área, resumindo temas e conceitos relevantes para a saúde do trabalhador.

O projeto foi incluído na Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) em 2015, por intermédio do Centro de Estudos de Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP), que compõe o Comitê Editorial. A plataforma é a principal estratégia do Ministério da Saúde para a inserção das ações de saúde do trabalhador em todos os âmbitos do Sistema Único de Saúde (SUS).

Atualmente, o sistema de informação que alimenta a Renast On-line inclui três fontes de dados: o Sistema Nacional de Agravos de Notificação (Sinan), a Relação Anual de Informações Sociais (Rais) e o Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho (AEAT). As fontes trazem informações sobre agravos relacionados ao trabalho, tais como, afastamentos, aposentadorias, acidentes de trabalho, trajeto e óbitos, e são preparadas com o intuito de apoiar ações de Vigilância em Saúde do Trabalhador.

A plataforma busca, também, parcerias com os Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerests), que utilizem a ferramenta no seu dia a dia, pesquisadores e técnicos, intencionando a participação e produção de conteúdo.

A importância da Renast On-line

Segundo o coordenador da plataforma e pesquisador da Fiocruz Brasília, Augusto Campos, o projeto nasceu há dez anos, na tradição dos Observatórios de Saúde Pública. Deste então, vem desenvolvendo práticas e ferramentas para a dinamização de redes sócio-técnicas com base na comunicação, divulgação científica e acesso à informação. “Ano passado, ultrapassamos a marca de 1 milhão de visitantes. Também lançamos um novo site, com melhor usabilidade e indexação de conteúdo, além de uma nova ferramenta de acesso a dados. Neste ano, vamos nos dedicar especialmente ao fortalecimento de nossas parcerias intra e interinstitucionais em estados e municípios”, destacou o coordenador.

Para a coordenadora do Curso de Especialização em Saúde do Trabalhador no Estado de São Paulo, Rita Mattos, a importância da Renast On-line se divide em três pontos. Primeiro, no que diz respeito ao ineditismo. “O Augusto Campos ter pegado a questão da saúde do trabalhador e agregado, em uma única plataforma, serviço, ensino e academia, é fantástico. É um espaço que fala do assunto de forma ampla. Além de ter feito tudo isso praticamente sozinho. Outro aspecto que vejo como professora e coordenadora de um curso à distância, é a quantidade de informação que os alunos obtêm para a construção das suas atividades, até mesmo de trabalho de conclusão de curso, usando a plataforma como fonte. Por fim, destaco a visibilidade aos serviços e aos Centros de Referência. É fundamental ter um espaço no qual não tenhamos apenas dados acadêmicos, mas também dê a possibilidade de os meios envolvidos mostrarem seu trabalho.” Rita Mattos ressaltou que, atualmente, a Renast On-line está sob a guarda do Portal ENSP, servindo como base de utilização para a saúde do trabalhador, desde a academia, até os serviços.

A coordenadora do Cesteh/ENSP, Kátia Reis, parabenizou todos os envolvidos, principalmente a pessoa que esteve à frente da concepção e construção da ferramenta, o coordenador Augusto Campos. “Acho que tem um elemento simbólico que é de resistência. Embora as adversidades tenham todas conflitadas para o fato de não existir e desistir de colocar à frente essa ferramenta, ele se manteve firme. Nisso, a gente tem muito o que agradecer. Toda a comunidade científica e os próprios movimentos sociais tem muito a agradecer”, reforçou ela.

Para Kátia Reis, a plataforma é mais do que uma ferramenta, é um movimento que está nas Redes Sociais. “Acho importante colocá-la como movimento e chamar a atenção para alguns pontos que são essenciais.  Primeiro, o de cumprir o processo de comunicação e informação do campo da Saúde do Trabalhador. Nessa linha de leitura, é importante sobressaltar a questão do caráter pedagógico, possibilitando tanto a informação como o diálogo e os constantes registros que a sociedade precisa manter em relação ao campo.”

Outro aspecto destacado pela coordenadora do Cesteh/ENSP é o movimento político. “O componente político que um movimento dessa natureza se reveste, no sentido de municiar movimentos sociais e acadêmicos sobre o que vem acontecendo nos cenários nacionais; afinal de contas, somos um país com dimensão continental que tem necessidade desse tipo de integração e ferramenta de comunicação. Ela cumpre um componente político para a ação. Sabemos que informação e comunicação são fundamentais para poder, de fato, implementar ações de resistências e ações que venham a construir novas intervenções em saúde e perspectiva coletiva”, explicou a coordenadora.

Por fim, Kátia ressaltou o caráter acadêmico. “É uma ferramenta que tem um ambiente social, político e sobretudo acadêmico; afinal, está situada no âmbito da Escola Nacional de Saúde Pública. É importante frisar isso. A plataforma tem uma função na reposição de produção acadêmica importante. Nossos textos e artigos, estão atualizados nesse espaço virtual. Desejo vida longa à Renast On-line, e, no que depender do Cesteh/ENSP, terá”, concluiu ela.

Para a coordenadora Estadual de Saúde do Trabalhador de São Paulo, Simone Alves Santos, A Renast On-line é a primeira plataforma que integra as pessoas que estão na rede. “Isso é muito importante, pois qualquer serviço consegue visualizar e ter modelos de referências de coisas que estão acontecendo em qualquer lugar do país. A grande questão da ferramenta, de quando a gente trabalha em processo de formação utilizando plataformas on-line, é a troca facilitada; e acho que trocar experiências, traços, modelos, passar informação do que está acontecendo possuí um grande ganho da rede e ajuda a fortalecer os elos. Vejo como uma rede que tem, no início, uma certa fragilidade e uma dificuldade de se integrar ao SUS. A Renast On-line dá esse apoio mesmo, de facilitar a comunicação do que está acontecendo”, enfatizou Simone.

Segundo a coordenadora da Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador (CGST), Karla Baeta, este canal de comunicação permite que públicos diversos (profissionais do SUS, pesquisadores, trabalhadores e população em geral) tenham acesso a informações sobre temas de interesse à saúde do trabalhador. “Uma década de existência demonstra que o site já se consolidou como espaço de fortalecimento das pautas em saúde do trabalhador e de exercício democrático da cidadania”, destacou Karla.

*Por Thamiris Carvalho, sob supervisão de Tatiane Vargas

*Thamiris Carvalho é estagiária de jornalismo da Coordenação de Comunicação Institucional da ENSP.
*Tatiane Vargas é jornalista da Coordenação de Comunicação Institucional da ENSP. 

Nenhum comentário para "Plataforma celebra uma década de atuação em prol da Saúde do Trabalhador"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.