Evento sobre os impactos imediatos do desastre em Brumadinhos está disponível em vídeo

Publicada em
 
 
 

Está disponível em vídeo, no Canal da ENSP, no Youtube, a íntegra do debate Desastre da Vale em Brumadinho - MG. Na terça-feira, 5 de fevereiro, foi apresentado estudo realizado pela Fiocruz, que avaliou os impactos imediatos do desastre da mineradora Vale em Brumadinho. A pesquisa alerta para a possibilidade de surtos de doenças infecciosas - dengue, febre amarela e esquistossomose - mudanças no bioma e agravamento de problemas crônicos de saúde, como hipertensão, diabetes e doenças mentais. Mapas construídos pela Instituição permitiram identificar residências e unidades de saúde afetadas, comunidades potencialmente isoladas e as áreas soterradas pela lama.

A análise foi realizada pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Emergência de Desastres em Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública (Cepedes/ENSP/Fiocruz) e pelo Observatório Nacional de Clima e Saúde do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde - Icict/Fiocruz, com base nos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Agência Nacional das Águas (ANA) e Datasus. O estudo tem como referência o Marco de Sendai da ONU (2015-2030), Miyagi, no Japão, conferência que adota novo marco para reduzir riscos de desastres naturais no mundo.

Apresentações:
Diego Xavier e Christovam Barcellos - Observatório do Clima e Saúde - LIS/ICICT/FIOCRUZ
Mariano Andrade da Silva e Carlos Machado de Freitas - Centro de Estudos e pesquisas em Emergências e Desastres em Saúde - Cesteh/ENSP/Fiocruz.

Coordenação:
Guilherme Franco Netto - Vice-Presidência de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde - VPAAPS/Fiocruz. 

Confira, abaixo, o vídeo na íntegra. 

 

Nenhum comentário para "Evento sobre os impactos imediatos do desastre em Brumadinhos está disponível em vídeo"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.