Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia em Saúde Pública celebra 10 anos

Publicada em
 
 
 

O Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia em Saúde Pública da ENSP completou, este ano, 10 anos de atuação. Para marcar a data, realizou uma celebração no âmbito do II Seminário de Ensino da Escola. Remanescente do Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública, o PPGEPI foi criado, no contexto de reestruturação da pós-graduação na ENSP, a partir da necessidade, identificada pelos docentes, de desenvolver um programa que não abarcasse somente a epidemiologia dura, metodológica, mas fosse capaz de conversar com as ciências sociais, com aspectos computacionais, e a matemática pensando numa abordagem multidisciplinar do ensino.

+Acesse a playlist 10 anos do Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia em Saúde Pública da ENSP, no Canal da ENSP, no Youtube.

Para a coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia em Saúde Pública da ENSP, Letícia Cardoso, apesar do cenário adverso do país, é importante celebrar o que foi conquistado nesta década e mostrar o que a ENSP teve potencial de realizar. “Nesses dez anos, formamos 242 mestres e doutores para atuar na área de epidemiologia voltada à saúde pública do Brasil e da América Latina”, comemorou a coordenadora.

O encontro contou com a participação da presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, do diretor da ENSP, Hermano Castro, da vice-diretora de Ensino da ENSP, Lúcia Dupret, da coordenadora-geral do PPGEPI, Letícia Cardoso, e da coordenadora adjunta do programa, Maria de Fátima Rodrigues Pereira de Pina. Na ocasião, Nísia Trindade reforçou a importância dos quatro programas de pós-graduação oferecidos pela ENSP diante do cenário de especificidades do Brasil.

Confira, a seguir, a mesa de abertura do evento na íntegra.


Após a cerimônia de abertura, foi formada a mesa composta de pesquisadores que contribuíram com o PPGEPI na última década. Estiveram presentes os pesquisadores da ENSP, Carlos Coimbra, Dora Chor e Marília Sá Carvalho. Coimbra destacou o fato de que o programa é único no Brasil e fez um breve histórico de sua construção até hoje. O pesquisador citou, ainda, a questão dos critérios de avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A pesquisadora Dora Chor enfatizou a ideia de que permanece o desafio de formar pesquisadores com a cabeça mais aberta. Já a pesquisadora Marilia Sá Carvalho ressaltou a importância de preservar a saúde pública. Confira, nos vídeos, as apresentações na íntegra.


Homenagens e emoção marcam celebração de uma década

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia em Saúde Pública preparou uma bela homenagem para aqueles que contribuíram na construção e continuidade do PPGEPI. Homenageados os pesquisadores Adauto Araújo (in memoriam), representado pela pesquisadora Márcia Chame, Francisco Inácio, Luiz David Castiel, Luiz Fernando Ferreira (in memoriam), Márcia Lázaro, Mariza Theme, Reinaldo dos Santos, Sheila Mendonça, Silvana Granado, Elisabeth Leite (em nome dos alunos), Kely Martins, Lilian Schimith, Marcela Fagundes, Irene e Cristina (funcionárias do PPGEPI) e as coordenadoras Letícia Cardoso e Maria de Fátima Rodrigues Pereira de Pina.

Confira, no vídeo a seguir, a entrega das homenagens. 
 

Nenhum comentário para "Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia em Saúde Pública celebra 10 anos"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.