Publicação destaca participação da Fiocruz na COP8

Publicada em
 
 
 

A quarta edição do Boletim do Observatório sobre as Estratégias da Indústria do Tabaco destaca o primeiro lugar da tese "A política de controle do tabaco no Brasil de 1986 a 2016: contexto, trajetória e desafios", do aluno de doutorado da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz) Leonardo Henriques Portes, no Prêmio Capes de Teses - área da Saúde Coletiva 2018. A publicação, já disponível para download na plataforma do Observatório, detalha a participação das pesquisadoras Silvana Turci e Valeska Figueiredo, do Centro de Estudos sobre Tabaco e Saúde (Cetab/ENSP/Fiocruz), na 8ª Reunião da Conferência das Partes, a COP8, realizada no começo de outubro, em Genebra. Acesse aqui.
 
No editorial, intitulado A voz da indústria está rouca, mas segue sedutora, os jornalistas João Peres e Moriti Neto, autores do livro Roucos e Sufocados - a indústria do cigarro está viva, e matando, trazem os bastidores da publicação. Eles revelam que o trabalho investigativo nasceu de uma ação do Ministério Público no Paraná, de 2011, que denunciava violações trabalhistas nas lavouras de tabaco, na região Sul do Brasil, inclusive exploração de mão de obra infantil.  “Desse contato inicial com o tema, produzimos algumas reportagens, trabalho que nos pareceu pouco frente a um universo tão complexo, que envolve, além da exploração dos agricultores, uma extensa rede de poder e lobby”, contam.
 
Na entrevista, a diretora executiva da ACT Promoção da Saúde, Mônica Andreis, explica as novas estratégias da indústria para burlar a legislação que proíbe a propaganda de cigarros no país e revela como as instituições que atuam no controle do tabaco estão denunciando essas práticas. Ela, que também esteve na COP8, avaliou o desempenho do Brasil na conferência e mostrou-se otimista com a manifestação do Paraguai de sediar uma Conferência das Partes.
 
“Isso é uma sinalização significativa, pois os problemas históricos de contrabando via Paraguai podem estar com os dias contados. Há interesse de engajamento do país na implementação da CQCT, o que pode representar uma mudança de atitude que reflete na produção e contrabando de cigarros para o Brasil e demais países da região. O mercado ilegal de produtos de tabaco é complexo, e o protocolo prevê uma série de medidas em apoio ao enfrentamento desse problema”.

O Boletim do Observatório sobre as Estratégias da Indústria do Tabaco
 
O artigo 5.3 da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco estabelece diretrizes voltadas à proteção de políticas públicas de saúde para o controle do tabaco dos interesses para a indústria. Para tal, o Cetab/ENSP/Fiocruz lançou o Observatório Sobre as Estratégias da Indústria do Tabaco, que reúne a base de dados acerca das estratégias empregadas pela indústria fumageira para resistir ao efetivo controle do tabaco no Brasil e no mundo. O Boletim do Observatório foi criado com o intuito de propagar e difundir as estratégias utilizadas por essa indústria, com base nos conteúdos produzidos pelo Observatório do Cetab/ENSP/Fiocruz. 
 
A publicação conta com apoio do Secretariado da Convenção-Quadro para Controle do Tabaco, da Vital Strategies, da União Internacional contra a Tuberculose e Doenças Pulmonares (The Union) e da Bloomberg Philanthropies.

Nenhum comentário para "Publicação destaca participação da Fiocruz na COP8"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.