Rede de Atenção Primária à Saúde no SUS divulga agenda política estratégica

Publicada em
 
 
 

A Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde (APS) da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) está divulgando contribuição para uma agenda política estratégica para a APS no SUS. O documento expressa a opinião da Rede em um contexto de ameaças aos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde e da Estratégia Saúde da Família (ESF), agravadas nos dois últimos anos com a ruptura democrática no país. Assinado pelo coletivo de pesquisadores da Rede, entre eles a pesquisadora da ENSP, Lígia Giovanella, que é integrante do comitê gestor da Rede de Pesquisa, o documento contém proposições para compor uma agenda política estratégica para o SUS, objeto principal do debate realizado durante o 12º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva (Abrascão 2018).

Segundo os autores, o documento apresenta proposições para a superação dos desafios históricos da Atenção Primária à Saúde e o enfrentamento das ameaças presentes. Resultado de um amplo esforço coletivo, a agenda estratégica é parte da luta em defesa dos princípios do SUS e da consolidação de uma política universal, inclusiva e civilizatória em nosso país.

Acesse a Agenda política estratégica para a APS no SUS

 

Nenhum comentário para "Rede de Atenção Primária à Saúde no SUS divulga agenda política estratégica"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.