Vulnerabilidade em saúde e lançamento de publicação pautam Ceensp nesta quarta-feira (23/8)

Publicada em
 
 
 

A próxima edição do Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos da ENSP debaterá a Vulnerabilidade em saúde como desafio para as políticas públicas. Marcado para 23 de agosto, às 13h30, no salão internacional, o Ceensp terá participação do professor do Departamento de Medicina Preventiva, da Universidade de São Paulo, José Ricardo Ayres. A atividade será coordenada pela pesquisadora da ENSP Elyne Engstrom. Na ocasião, haverá o lançamento do número temático Políticas Públicas, Democracia e Saúde, da Revista Ciência e Saúde Coletiva, editada pela coordenadora do Departamento de Estudos sobre Violência e Saúde, Cecília Minayo. O pesquisador Nilson do Rosário (Daps/ENSP) é editor convidado. O Centro de Estudos é aberto aos interessados e não necessita de inscrição prévia.
 

Sobre José Ricardo Ayres

Nascido no Rio de Janeiro em 10 de setembro de 1960, José Ricardo é graduado em Medicina pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1978-1983). Especializou-se em Medicina Preventiva pelo Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (1984-1985), na qual também obteve os títulos de Mestre (1991), Doutor (1995) e Livre-Docente (2002). Desde 2005 é Professor Titular do Departamento. Atua na área de Saúde Coletiva, com ênfases em Atenção Primária em Saúde e Humanidades em Saúde, trabalhando com temas como: saúde de adolescentes e jovens, vulnerabilidade, HIV/aids, cuidado em saúde, integralidade, prevenção e promoção da saúde, desenvolvimento histórico-epistemológico da epidemiologia e bases filosóficas das práticas de saúde.

Realiza atividades de extensão junto a diversas instituições de saúde, em particular o Centro de Saúde Escola Samuel B. Pessoa, da FMUSP. Desenvolveu atividades de pesquisa em parceria com a Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, USA (1997-2003), coordena pela USP o projeto Global Health and the Social Studies of Medicine and Health: a Princeton-USP Collaborative Research and Teaching Project, projeto de intercâmbio em ensino e pesquisa interdisciplinar na área de Saúde Global e Políticas de Saúde com a Universidade de Princeton, USA, onde permaneceu como Visiting Research Scholar em 2014, e é colaborador do Programa de Pós-Graduação do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Nacional de Lanus, Argentina.

Na USP, já exerceu os cargos de Pró-Reitor Adjunto de Extensão Universitária (2010-2014), Coordenador do Núcleo dos Direitos da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (2012-2014), Presidente da Comissão de Cultura e Extensão da Faculdade de Medicina (2007-2014) e Chefe do Departamento de Medicina Preventiva (2011-2015). É autor de diversos artigos publicados em periódicos do campo (Revista de Saúde Pública, Cadernos de Saúde Pública, Ciência e Saúde Coletiva, Interface, Saúde e Sociedade, entre outros) e é autor dos livros "Epidemiologia e Emancipação", Sobre o risco: para compreender a epidemiologia" (também publicado na Argentina como "Acerca del riesgo: para comprender la epidemiología") e "Cuidado: trabalho e interação nas práticas de saúde".

Sobre o Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos da ENSP

O Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos da ENSP (Ceensp) é um importante espaço de atualização científica, com a troca permanente de experiências e conhecimentos entre pesquisadores de instituições do Brasil e de vários países, que vêm à Escola para debates com pesquisadores, alunos e demais interessados em contribuir com os diversos temas da saúde pública. O objetivo é apresentar e consolidar reflexões para a realidade de saúde pública e para o sistema de ciência e tecnologia. O Ceensp é um componente estratégico para a formação dos alunos, destinado à circulação de ideias e de diálogo com os diversos setores da saúde pública.

Ceensp em 2017

Ao longo de 2017, cinco sessões do Centro de Estudos da ENSP foram realizadas. A primeira tratou do financiamento e descentralização do SUS. O debate contou com a participação da pesquisadora do Departamento de Administração e Planejamento (Daps/ENSP) em Saúde Luciana Dias de Lima e do pesquisador do Departamento de Ciências Sociais da Escola Assis Mafort. Durante a atividade, coordenada pelo pesquisador do Departamento de Política de Medicamentos e Assistência Farmacêutica (NAF), da ENSP, Rondineli Mendes, foram debatidas a crítica ao modelo engessado pelos entes federativos subnacionais e o papel do Ministério da Saúde como regulador, formulador e indutor de políticas públicas - considerando sua relevância como importante financiador.

A segunda sessão do Ceensp em 2017 debateu a expansão da febre amarela silvestre no país. Pesquisadores da área de epidemiologia discutiram as diversas questões que cercam o aumento dos casos de febre amarela no Brasil. A vacinação consciente e a melhor organização da vigilância em saúde foram alguns dos temas levantados pelos participantes. O debate contou com a participação do coordenador de Controle de Doenças da Secretaria de Estado de São Paulo, Marcos Boulos, da pesquisadora do Departamento de Endemias Samuel Pessoa da ENSP Andréa Sobral, do consultor científico de Bio-Manguinhos Reinaldo de Menezes Martins, e da coordenadora do Programa Nacional de Imunização (PNI/SVS/MS), Carla Domingues.

A construção da sociedade do trabalho no Brasil foi o tema da terceira sessão do Centro de Estudos em 2017. O título do evento foi uma referência ao livro do palestrante convidado, Adalberto Moreira Cardoso, professor do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Uerj, publicado em 2010 pela Editora FGV. Compondo a mesa, como debatedor, esteve presente José Sergio Leite Lopes, professor do Museu Nacional da UFRJ e diretor do Colégio Brasileiro de Altos Estudos da mesma universidade. A coordenação do debate foi feita por Tatiana Wargas, à época, vice-diretora de Ensino da ENSP.

A quarta e a quinta sessão do Ceensp em 2017 foram realizadas em parceria com Centro de Estudo Estratégicos da Fiocruz. Na quarta sessão o debate girou em torno do financiamento da saúde. O evento reuniu os pesquisadores Áquilas Mendes, professor da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, Maria Lucia Fatorelli, coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida Pública, e Carlos Ocké-Reis, pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), na mesa Saúde: fontes de financiamento em disputa.

Já na quinta sessão do Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos, a mesa Correlação de forças e o SUS sem dívida e sem mercado contou com a participação do analista político Wladimir Pomar, da pesquisadora Eleonor Conill, da UFSC e do economista do Observatório Ibero-Americano de Políticas e Sistemas de Saúde, Francisco Funcia, assessor do Conselho Nacional de Saúde para orçamento do SUS e professor da FGV e da UFSCS.

*Fonte currículo José Ayres e crédito foto: Biblioteca Virtual da Fapesp.

Nenhum comentário para "Vulnerabilidade em saúde e lançamento de publicação pautam Ceensp nesta quarta-feira (23/8)"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.