Três décadas da 8ª CNS: 62 anos da ENSP resgatam a essência da Reforma Sanitária

Publicada em
 
 
 

Na semana de 12 a 16 de setembro, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) celebrará 62 anos relembrando um dos principais momentos de luta pela universalização da saúde no Brasil: a 8ª Conferência Nacional de Saúde. Com o tema, Saúde é nossa conquista e nosso direito: 30 anos da 8ª Conferência Nacional de Saúde, a ENSP, além de resgatar a importância histórica do evento, pretende alertar para os diversos ataques à democracia e ao Sistema Único de Saúde da atual conjuntura. O presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha, e o diretor da ENSP, Hermano Albuquerque de Castro, farão a abertura das atividades no dia 12 de setembro, às 9h, no auditório térreo. A semana reunirá atividades acadêmicas, científicas e culturais, sendo destinada a alunos, professores, pesquisadores, profissionais de saúde e toda a comunidade Fiocruz. Confira a programação completa.
 
Segunda-feira (12/9)
 
Para dar início às comemorações da semana de aniversário de 62 anos, a ENSP receberá seu ex-diretor e atual dirigente do Centro de Relações Internacionais em Saúde da Fiocruz, Paulo Buss, que proferirá a conferência A importância histórica da 8º Conferência Nacional de Saúde, no dia 12/9, às 9h30, no auditório térreo. Ainda na parte da manhã, estão previstas homenagens ao professor Hésio Cordeiro e aos demais membros do comitê assessor da 8ªCNS.
 
Na tarde do primeiro dia, às 14 horas, no salão internacional, o pesquisador da ENSP Ary Carvalho de Miranda e o superintendente do Canal Saúde Arlindo Fábio contextualizarão a situação do país há três décadas. A mesa Momento político e situação da saúde pública no Brasil no período da 8ª Conferência Nacional de Saúde será coordenada pela vice-diretora de Ensino, Tatiana Wargas.
 
Terça-feira (13/9)
 
No segundo dia (13/9), Os desafios permanentes da 8ª Conferência Nacional de Saúde estarão na pauta de discussões da mesa-redonda que acontecerá às 9 horas, no auditório térreo. O pesquisador do departamento de Endemias Samuel Pessoa Eduardo Stotz e o pesquisador aposentado da ENSP e ex-secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Eduardo Costa, serão os palestrantes do evento coordenado pelo diretor da ENSP, Hermano Castro. 
 
Na segunda atividade do dia, às 14 horas, no salão internacional, a Escola debaterá outro tema de extrema importância para a saúde pública brasileira na atualidade: os grandes empreendimentos. Para isso, os pesquisadores do Laboratório de Monitoramento Epidemiológico de Grandes Empreendimentos (LabMep/ENSP) Luciano Toledo, Paulo Sabroza e Jussara Ângelo farão uma retrospectiva da atuação da Fiocruz e apontarão os cenários futuros, no âmbito da saúde, de projetos de grande interesse nacional. A atividade será coordenada por Guilherme Franco Netto, assessor da Vice-Presidência de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde.  
 
Quarta-feira (14/9)
 
No dia 14 de setembro, terceiro dia de comemorações, o Fórum de Estudantes da ENSP estará na coordenação da mesa O papel da saúde coletiva e dos trabalhadores e estudantes da saúde na luta pelo SUS no contexto atual. O evento terá presença da pesquisadora Cristiani Machado, do departamento de Administração e Planejamento em Saúde da ENSP, do professor André Dantas, da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, e de representantes do OcupaSUS RJ. Ainda durante a atividade, a Vice-Direção de Ensino da ENSP promoverá o lançamento do novo Portal de Ensino da Escola, que apresenta, de forma mais estruturada, as ações institucionais no campo da formação em saúde.
 
Às 14 horas, o editor-chefe do Programa Radis de Comunicação e Saúde, Rogério Lannes, e o pesquisador aposentado da ENSP Álvaro Nascimento serão os palestrantes da mesa Jornalismo crítico e independente na construção de uma proposta democrática de saúde. O debate será coordenado pela integrante do Laboratório de Comunicação e Saúde do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Laces/Icict) e coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde do Icict (PPGICS), Janine Miranda Cardoso.
 
Quinta-feira (15/9)
 
No quarto dia de atividades comemorativas (15/9), a ENSP resgatará um dos principais marcos do campo da saúde do trabalhador. Às 9 horas, no salão internacional, o pesquisador Luiz Claudio Meirelles coordenará a mesa 1ª Conferência de Saúde do Trabalhador – 30 anos depois, com participação da professora Annamaria Tambellini, que esteve na coordenação da comissão organizadora, do pesquisador Luiz Carlos Fadel (Cesteh/ENSP) e Paulo Gutierrez, da Universidade Estadual de Londrina.
 
A mesa das 14 horas receberá a psicóloga e especialista em assédio moral Terezinha Martins dos Santos Souza, que proferirá a palestra O assédio moral e sexual e a gestão de instituições públicas, no salão internacional.
 
Na mesma data, o auditório térreo sediará a cerimônia de formatura dos alunos ENSP. A solenidade dos formandos das turmas dos cursos stricto sensu será às 9 horas, enquanto a cerimônia dos alunos do lato sensu está marcada para as 14 horas, no mesmo local.
 
Sexta-feira (16/9)
 
Na sexta-feira, último dia de comemorações dos 62 anos da ENSP, o salão internacional receberá a mesa-redonda Democracia, Estado e direitos sociais: a PEC 241/16 e o desmonte do SUS, com participação de Francisco Funcia e Carlos Octávio Ocké Reis, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A coordenação será do vice-diretor de Desenvolvimento Institucional e Gestão (VDDIG), Alex Alexandre Molinaro.
 
Confira a programação:
 
 

Nenhum comentário para "Três décadas da 8ª CNS: 62 anos da ENSP resgatam a essência da Reforma Sanitária"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.