Publicação expressa realidade brasileira no atendimento à população de rua e usuários de crack, álcool e outras drogas

Publicada em
 
 
 

O livro Saberes e práticas na Atenção Primária à Saúde - Cuidado à População em Situação de Rua e Usuários de Álcool, Crack e Outras Drogas, organizado pelas pesquisadoras Mirna Teixeira, da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), e Zilma Fonseca, da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz), propõe reflexão sobre o acesso das pessoas em situação de rua aos serviços de saúde, além de destacar a abrangência social que o enfrentamento do crack, álcool e outras drogas, proveniente de populações em situação de vulnerabilidade social, exige. A publicação resulta do esforço de compreensão e sistematização das práticas das equipes Consultórios na Rua (CnaR) de diferentes realidades brasileiras no atendimento à população de rua e usuários de álcool, crack e outras drogas.
 
"O objetivo principal com a publicação desse livro é compartilhar, sistematizar conceitos estratégicos para as práticas de saúde, trazer metodologias de como fizemos, o que deu certo e o que poderíamos avançar integrando saberes da clínica, da saúde coletiva e do campo da subjetividade e a singularidade dos sujeitos para a produção de saúde", explicam as organizadoras.
 
O livro está organizado em duas partes. A Parte I sistematiza as discussões sobre a "Atenção Primária em Saúde: População em Situação de Rua" e é composta de oito capítulos. O primeiro apresenta os principais conceitos que norteiam o cuidado com a população, enquanto os demais capítulos trazem reflexões a partir do trabalho realizado por sete equipes que atuam em três áreas da cidade do Rio de Janeiro (Centro, Manguinhos e Jacaré/Jacarezinho) e nas cidades de São Paulo, Porto Alegre, Maceió e Recife. Essa parte retrata as experiências práticas tanto de equipes de “Consultório de Rua” como de equipes já nos moldes de "Consultório na Rua", de diversos municípios do Brasil, com o cuidado à população em situação de rua. Essas diferentes modalidades de equipe existentes e as consequências práticas no processo de trabalho em campo no âmbito da APS são discutidas no livro. 
 
Já a Parte II apresenta as discussões acerca da indagação - “Crack é o problema?” - e se estrutura em seis capítulos. Neles, pesquisadores e gestores expõem as temáticas relacionadas ao cuidado com os usuários de crack e outras drogas ao abordar a Política Pública de Drogas no Brasil e em âmbito internacional; Perfil Etnográfico de cenas de uso de Crack; Pesquisas Clínicas com usuários de crack; Escuta e Clínica Ampliada com usuários de crack e Perfil Epidemiológico de usuários de crack. 
 
O livro procura suprir a carência de publicações que articulem saberes e práticas entre os profissionais de saúde que compõem a atenção básica do país, gestores, estudantes e docentes de graduação e pós-graduação interessados no campo da atenção primária em saúde.
 
As organizadoras:
 
Mirna Teixeira
 
Psicóloga-sanitarista. Doutoranda em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp). Analista de Gestão em Saúde da Ensp/Fiocruz. Apoiadora institucional da Equipe de Consultório na Rua de Manguinhos, Rio de Janeiro de setembro de 2011 a maio de 2013. 
 
Zilma Fonseca
 
Psicóloga e sanitarista. Mestre em Educação Profissional em Saúde pela EPSJV/Fiocruz. Consultora no campo da redução de danos, na área de drogas e Aids, para as populações socialmente vulneráveis. Ex-assessora do Programa Teias-Escola Manguinhos vinculado à Ensp/Fiocruz. Atualmente, assessora da Vice-Direção de Pesquisa da EPSJV/Fiocruz.

Nenhum comentário para "Publicação expressa realidade brasileira no atendimento à população de rua e usuários de crack, álcool e outras drogas"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.