Loucos pela Vida: Paulo Amarante é homenageado nos 20 anos da publicação

Publicada em
 
 
 

O pesquisador Paulo Amarante, do departamento de Direitos Humanos, Saúde e Diversidade Cultural da ENSP (Dihs), foi homenageado, durante o VI Simpósio de Saúde Coletiva e Saúde Mental e I Encontro Internacional de Grupos de Pesquisa e Intervenção, na Universidade Federal de Minas Gerais, pelos 20 anos do livro Loucos pela Vida. "O livro foi o ponto de partida para pensar o processo de reforma psiquiátrica não apenas como uma simples reorientação do modelo assistencial em saúde mental, mas também como a construção de novas relações com a loucura e o sofrimento psíquico", afirmou Amarante, que também é presidente de honra da Associação Brasileira de Saúde Mental, sobre a publicação. 
 
O simpósio teve a finalidade de contribuir para a produção, a troca e a disseminação de conhecimentos no campo da saúde mental e coletiva, fortalecendo a formação em nível de graduação e de pós-graduação através do compartilhamento das produções de grupos de pesquisa e de intervenção em atividades previstas no I Encontro Internacional de Grupos de Pesquisa e Intervenção. 
 
Confira o resumo do livro
 
Loucos pela Vida: a trajetória da reforma psiquiátrica no Brasil
 
O valioso livro analisa cuidadosamente a evolução conceitual que orientou os movimentos antimanicomiais no Brasil nas décadas de 70/80. Nele, o leitor terá acesso a informações preciosas dos bastidores desta luta, as movimentações internas, tensões, divergências das diretrizes que marcaram a história destes movimentos. Este estudo mostra que refletir sobre o passado é um exercício para a construção do futuro.
 

Nenhum comentário para "Loucos pela Vida: Paulo Amarante é homenageado nos 20 anos da publicação"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.