ENSP adere ao movimento Outubro Rosa para controle do câncer de mama

Publicada em
 
 
 

A Escola Nacional de Saúde Pública aderiu ao movimento Outubro Rosa, que tem por objetivo promover a conscientização acerca da doença, compartilhar informações e estimular a participação da população no controle do câncer de mama. Para isso, os trabalhadores da ENSP se reuniram para uma foto que marca o apoio da instituição à campanha. A ENSP TV também acompanhou a iniciativa e coletou depoimentos sobre a importância do  movimento.

 

 

 


O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Este movimento começou nos Estados Unidos. A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros e etc. surgiu posteriormente, e não há uma informação oficial, de como, quando e onde foi efetuada a primeira iluminação. 

A primeira iniciativa vista no Brasil em relação ao Outubro Rosa foi a iluminação em rosa do monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (mais conhecido como o Obelisco do Ibirapuera), situado em São Paulo (SP). No dia 2 de outubro de 2002, quando foi comemorado os 70 Anos do Encerramento da Revolução, o monumento ficou iluminado de rosa. Essa iniciativa foi de um grupo de mulheres simpatizantes com a causa do câncer de mama, que com o apoio de uma conceituada empresa europeia de cosméticos iluminaram de rosa o Obelisco em alusão ao Outubro Rosa.
 

 

Nenhum comentário para "ENSP adere ao movimento Outubro Rosa para controle do câncer de mama"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.