ENSP resgata sua trajetória no aniversário de 60 anos

Publicada em
 
 
 

Para celebrar seu aniversário de 60 anos, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca contará a história e os bastidores que marcaram sua origem na década de 1950. O momento de arrancada desenvolvimentista do Brasil, determinado pela criação do BNDE, CNPq, Petrobrás e também do Ministério da Saúde, bem como as tensões políticas e a crise vivida no país – época em que foi assinada a lei que criou a ENSP, logo após o suicídio de Vargas -, pautará as mesas-redondas e palestras que serão realizadas entre os dias 3 e 5 de setembro. Com o tema Saúde, educação, ciência e cidadania: nossa luta de todo dia, a ENSP/Fiocruz convida a todos para relembrar sua trajetória e homenagear aqueles que fazem parte desse caminho.
 
A solenidade de abertura, marcada para o dia 3 de setembro, às 9h30, terá presença do secretário de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, Marcos Esner Musafir, do secretário de Saúde do Município do Rio de Janeiro, Daniel Soranz, do presidente da Fundação Oswaldo Cruz, Paulo Gadelha, da presidente do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde, Ana Costa, do diretor da Escola Nacional de Saúde Pública, Hermano Castro, além de representantes da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj).
 
Logo em seguida, às 10h30, na mesa ENSP – Nascer e crescer em tempos difíceis, será realizado o primeiro painel: Período de 1954-1969 (do suicídio de Vargas à eleição de Médici) - Do Nascimento à Violação. A atividade será coordenada pelo pesquisador do Departamento de Ciências Biológicas e ex-diretor da ENSP, Luiz Fernando Ferreira, com apresentação do ex-aluno e ex-professor da ENSP Eduardo Costa. 
 
A atividade será dividida em quatro palestras. São elas: O Governo Vargas de 50 – 54, a ser proferida por José Augusto Ribeiro, autor da trilogia: A Era Vargas; O ensino na década de 60, com apresentação do ex-aluno e ex-professor da ENSP Jorge Valadares; O movimento estudantil na ENSP em 1968, ministrada pelo ex-aluno e ex-presidente da Fundação Ensino Especializado em Saúde Pública (Fensp), Mário Nascimento; e A resistência de 64 a 69, a ser proferida pelo autor do Livro: o Poder Jovem, Arthur José Poerner. 
 
Na mesa da tarde, às 14 horas, o Fórum de estudantes da ENSP promove a mesa-redonda Criminalização de movimentos sociais: estado democrático de direito para quem?


 
No dia 4 de setembro, às 9h30, o segundo painel, intitulado Período 1970 -79 (De Médici à Anistia) Do esvaziamento à Retomada, será coordenado pelo ex-diretor da ENSP, Arlindo Gomes de Souza. A atividade será composta pelas seguintes palestras: Da ENSP à Fiocruz (Akira Homma, ex-professor da ENSP); Os cursos descentralizados de saúde pública (Hélio Uchoa, ex-professor da ENSP); O PEPPE/PESES e seus desdobramentos (Sérgio Goes de Paula, ex-pesquisador da Fiocruz); e O grupo de Campinas (Ana Maria Tambellini, ex-professora da ENSP). Na sequência, às 14 horas, haverá a mesa-redonda A crise atual do capitalismo e o impacto sobre a saúde e o SUS.
 
No terceiro e último dia de celebrações, em 5 de setembro, acontecerá uma roda de conversa com alunos e ex-diretores. A atividade, que traz o título A história da ENSP contada em verso e prosa, também apresentará o vídeo ENSP: uma história de cidadania. Na ocasião, serão homenageados os ex-diretores Luiz Fernando Ferreira da Silva, Arlindo Fábio Gomez de Sousa, Paulo Marchiori Buss, Maria do Carmo Leal, Adauto José Gonçalves de Araújo, Jorge Antonio Zepeda Bermudez, Antonio Ivo de Carvalho e as famílias dos ex-diretores falecidos Odir Clécio da Cruz Roque, Frederico Adolfo S. Barbosa e Ernani de Paiva F. Braga.
 
Encerram a semana comemorativa dos 60 anos da ENSP, às 14 horas, a mesa Conflitos ambientais e populações atingidas pela mineração e siderurgia – os casos de Açailândia (MA) e Santa Cruz (RJ), coordenada pelo pesquisador do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da ENSP, Marcelo Firpo, e a tradicional Formatura dos Alunos de Mestrado e Doutorado da ENSP, a ser realizada no auditório da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio. 
 
A programação completa, com horários, participantes convidados e locais onde ocorrerão as atividades podem ser conferidas no site especial dos 60 anos da ENSP em www.ensp.fiocruz.br/portal-ensp/60anos. O evento é gratuito e aberto a todos os interessados.

Nenhum comentário para "ENSP resgata sua trajetória no aniversário de 60 anos"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.