Encontro debate assistência farmacêutica no RJ

Publicada em
 
 
 

No dia 13 de fevereiro, o Núcleo de Assistência Farmacêutica da ENSP e a Faculdade de Farmácia da Universidade Federal Fluminense realizam o evento Atuar hospitalar - I reunião aberta. A reunião é tida como uma oportunidade de farmacêuticos hospitalares e de residentes para um debate sobre a assistência farmacêutica hospitalar no Estado do Rio de Janeiro, local de execução do Projeto Atuar. A atividade está marcada para 13h30, no salão internacional da Escola e será transmitida pelo Portal ENSP.

Os palestrantes convidados são Rachel Magarinos-Torres, pesquisadora da Universidade Federal Fluminense (UFF) e coordenadora do Projeto Atuar; Mario Jorge Sobreira da Silva, do Instituto Nacional do Câncer (Inca); e Maely Peçanha Fávero Retto, da Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar (SBRAFH). A coordenação está a cargo da pesquisadora do Núcleo de Assistência Farmacêutica da ENSP Cláudia Osorio.

Projeto Atuar

O Projeto Atuar é formado por profissionais da Faculdade de Farmácia da UFF (instituição coordenadora), da SES-RJ, do NAF/ENSP e da Faculdade de Farmácia da UFRJ. Tem como missão explorar conhecimentos e habilidades necessários para o adequado desempenho da prática da Assistência Farmacêutica (AF) em diferentes espaços de atuação, tendo por referência o perfil dos profissionais e a dinâmica da AF no Estado do Rio de Janeiro.

O projeto atua em quatro eixos:

- Descrever o perfil dos profissionais que realizam atividades pertinentes a AF em hospitais no Estado do Rio de Janeiro;

- Mensurar o nível de conhecimento de farmacêuticos, médicos e enfermeiros inseridos em hospitais públicos localizados no Estado do Rio de Janeiro com relação a medicamentos potencialmente perigosos;

- Identificar conhecimentos e habilidades necessárias ao adequado exercício da AF Hospitalar;

- Explorar a dinâmica da prática da AF na Assistência Farmacêutica Hospitalar.

A pesquisa conta com apoio da Faperj e está em andamento. Os primeiros resultados deverão ser divulgados em outubro de 2014. Os pesquisadores envolvidos acreditam que o conhecimento do perfil, das práticas e, por conseguintes, das competências para atuar na assistência farmacêutica permitirá uma discussão nas lacunas que limitam o uso adequado de medicamentos e formas para transpô-las.
 

 

1 comentário para "Encontro debate assistência farmacêutica no RJ"

Uma pessoa comentou esta matéria. Comente você também!

  1. EDUARDO S. PONCE MARANH?O

    Excelente iniciativa !!! Proporcionando uma relação e maior entendimento entre farmacêuticos, médicos e enfermeiros envolvidos na assistência farmacêutica [que possam trabalhar + integrados] .É importante possibilitar um maior entendimento[ na responsabilidade técnico-científica e politica] entre estes profissionais de modo a superar variadas dificuldades na assistência farmacêutica. Eduardo S. Ponce Maranhão-médico, clínica médica /medicina interna, medicina social, sanitarista, planejamento em saúde, epidemiologista, vacinologista- Dpto de epidemiologia e métodos quantitativos em saúde-Ensp-Fiocruz.

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.