Curso a distância em redes de atenção: retificação no edital

Publicada em
 
 
 

Estão abertas as inscrições para o curso de especialização em Gestão de Redes de Atenção à Saúde, oferecido pela ENSP, na modalidade a distância. Há 1.160 vagas, partilhadas entre as regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste, e também destinadas especialmente para o Ministério da Saúde. O objetivo do curso é apoiar a estratégia de constituição de redes de atenção e de construção do espaço regional, com foco no planejamento e gestão de redes de atenção à saúde. As inscrições, feitas exclusivamente pela internet, vão até 17 de fevereiro. É importante ressaltar que houve uma retificação no edital original em Modelo de Carta de Indicação Institucional (confira abaixo).
 
A especialização tem carga horária de 432 horas, com 360 realizadas a distância, e 72 horas de forma presencial. Os estados envolvidos na formação são Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Distrito Federal. 
 
O curso é voltado para profissionais de nível superior, gestores ou técnicos pertencentes às três esferas do SUS, ou aos Conselhos de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), com atuação na gestão regional, em especial àqueles que compõem as Comissões Intergestores Regionais (CIR) e suas câmaras técnicas. Também podem se inscrever profissionais que atuem em Secretarias Municipais e Estaduais de Saúde nas áreas de constituição da regionalização e das redes de atenção e técnicos envolvidos no Projeto Qualisus. 
 
Vale ressaltar que o processo seletivo se dará a partir da indicação dos candidatos por gestores nas três esferas de governo. Em relação aos profissionais das secretarias municipais de saúde, a indicação será feita pelos gestores municipais que fazem parte da CIR. Para os técnicos e gestores das secretarias estaduais de saúde, a indicação se dará pelos respectivos secretários, dando preferência aos técnicos que acompanhem a CIR ou o processo de regionalização no estado. Já para os técnicos e gestores da esfera federal, a indicação será feita pelo próprio Ministério da Saúde. As vagas destinadas aos Cosems serão preenchidas conforme indicação do Conselho de estado. Por fim, a indicação de técnicos envolvidos no projeto Qualisus será feita pelo grupo condutor pertinente.
 
As indicações são um critério para a participação no processo seletivo, porém, não garantem a aprovação do candidato. No caso do não preenchimento do total de vagas, a coordenação do curso fará o remanejamento das vagas entre as regiões, os estados e o Ministério da Saúde, conforme previsto no edital. Além de efetuar o pedido de inscrição pela internet, cada candidato deverá encaminhar toda a documentação exigida pelo correio para a EAD/ENSP. 
 
Mais detalhes e informações podem ser conferidas no edital de seleção
 
Acesse aqui a retificação do edital para seleção de alunos.
 
Informações adicionais poderão ser obtidas pelo endereço eletrônico pseletivo@ead.fiocruz.br da Subárea de Processo Seletivo e Editais da Coordenação de Educação a Distância.

Nenhum comentário para "Curso a distância em redes de atenção: retificação no edital"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.