Congresso de ciências sociais e humanas ocorre no RJ

Publicada em
 
 
 

Circulação e diálogo entre saberes e práticas no campo da saúde coletiva é o tema central do VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde (CBCSHS), promovido pela Abrasco de 15 a 17 de novembro, no Rio de Janeiro. A atividade reunirá cerca de 3 mil pessoas, e a ENSP/Fiocruz terá participação maciça no congresso com seus pesquisadores e alunos nas mais diversas atividades, tais como grandes debates, mesas-redondas, comunicações orais, entre outras. Um dos destaques será o lançamento da Comissão da Verdade da Reforma Sanitária Abrasco-Cebes, que ocorre no dia 16/11 e conta com apoio irrestrito da Escola Nacional de Saúde Pública.

Durante os três dias de encontros, serão realizadas duas oficinas de trabalho, 38 mesas-redondas, 24 palestras, 184 comunicações orais, 143 sessões de pôsteres eletrônicos, além de 6 grandes debates. A conferência de abertura, marcada para 19 horas de quinta-feira (14/11), será proferida pela pesquisadora aposentada da Uerj e da UFRJ Madel Therezinha Luz, tendo como base a temática do congresso. Já a conferência de encerramento trará como tema As novas políticas de prevenção, com o pesquisador do Cedov/Ceps (França) Jacques Donzelot.

Segundo os organizadores do CBCSHS, a programação do congresso, estruturada a partir de grupos temáticos livremente organizados pela comunidade acadêmica da área, contempla uma variedade de temas e abordagens, sendo também uma demonstração do alcance e vitalidade das Ciências Sociais e Humanas em Saúde no Brasil. “Mais do que nunca, a contribuição crítica das Ciências Sociais e Humanas se faz necessária na reflexão geral sobre os caminhos da sociedade e, especificamente, no domínio da saúde. A reafirmação de princípios éticos, a começar pela utopia generosa da saúde para todos, tão ameaçada no momento em que se comemora os 25 anos do SUS, e a leitura acurada das complexas tramas políticas, culturais, sociais e econômicas que determinam o processo de saúde-doença demandam esse olhar”, afirma o presidente do CBCSH, Kenneth R. de Camargo Jr.

Editora Fiocruz no Congresso da Abrasco de Ciências Sociais

A Editora Fiocruz participa do VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde. Além do lançamento coletivo de 18 títulos – marcado para o dia 15 de novembro, sexta-feira, das 17h às 18h –, a Editora Fiocruz realiza bate-papos sobre 'O Papel do Livro nas Ciências e na Saúde'. Tanto o lançamento como os bate-papos ocorrem no Espaço Saúde & Letras, que será montado no foyer do Teatro Odylo Costa Filho, da Uerj.

Os bate-papos, nos dias 15, 16 e 17 de novembro, serão sempre das 13h às 14h. O primeiro, intitulado 'Das Ideias à Palavra Escrita', discutirá a formação do autor. Afinal, não existe livro sem autor. Porém, no mundo contemporâneo, dominado por flashes de informação – velozes e efêmeros –, como revalorizar o livro, produto durável e de fruição prolongada? Mais especificamente no contexto da ciência, como formar autores de livros em um cenário cada vez mais ocupado pelos artigos em periódicos? Essas são algumas das questões que serão debatidas com os convidados, os pesquisadores Luciane Ouriques (ENSP/Fiocruz), Madel Luz (Uerj) e Sergio Rego (ENSP/Fiocruz).

'Da Palavra Escrita a Novas Ideias' é o título do segundo encontro, no sábado (16/11), que abordará a formação do leitor, pois também não existe livro sem leitor. A formação de público leitor é um desafio, especialmente em países como o Brasil, onde os índices de analfabetismo funcional são preocupantes. E, no contexto da ciência, existem ainda problemas de outra natureza – é preciso formar um leitor especializado em cursos de pós-graduação, capaz não só de assimilar os conteúdos do livro, mas também de se apropriar deles para a construção de novos conhecimentos. Para conversar sobre o assunto, estarão no Saúde & Letras os pesquisadores Antonio Brotas (Fiocruz Bahia), Dina Czeresnia (ENSP/Fiocruz) e Eliana Yunes (PUC-Rio).

No domingo (17/11), o foco recairá sobre o objeto livro, na seção 'Livro: produto coletivo e com vida própria', que reunirá as pesquisadoras Fátima Martins (Icict/Fiocruz), Simone Monteiro (IOC/Fiocruz) e Stela Meneghel (UFRGS). O livro, mesmo quando autoral, é fruto de um processo coletivo no qual dialogam desde as referências bibliográficas do escritor até os editores, pareceristas, revisores etc. O que dizer, então, das coletâneas assinadas por dezenas de especialistas e dos livros produzidos em coedição? Como é realizado esse trabalho feito por dúzias de mãos e que, ainda assim, resulta em um produto uno, coeso e coerente? Além disso, uma vez publicados, os livros ganham o mundo. Inspiram filmes, peças de teatro, programas de TV etc. É um processo que se inicia nos livros e retorna a eles, na medida em que todos aqueles bens culturais dão visibilidade à produção editorial e, assim, fortalecem-na.

O Espaço Saúde & Letras abrigará também mostra de vídeos e debates da VideoSaúde e do Laboratório de Comunicação e Saúde (Laces/Icict/Fiocruz), assim como lançamentos de outras editoras. As atividades são fruto de uma parceria entre a Abrasco Livros, a Editora Fiocruz e a VideoSaúde.

(* Com informações da Editora Fiocruz)

Comissão da Verdade da Reforma Sanitária será lançada em 16/11

Para investigar violações dos direitos humanos praticadas por agentes do Estado contra os trabalhadores da saúde no período de 1964 a 1985, foi criada a Comissão da Verdade da Reforma Sanitária Abrasco-Cebes. A iniciativa será lançada no dia 16 de novembro, às 8h30, durante o VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, a ser realizado na Universidade Estadual do Rio de Janeiro. O projeto, desenvolvido pela comissão, é coordenado pela pesquisadora aposentada da Fiocruz e da UFRJ Anamaria Testa Tambellini e tem o apoio irrestrito da ENSP.

A mesa-redonda de lançamento terá a coordenação do presidente da Abrasco, Luis Eugenio Portela, e contará com as participações da presidente do Cebes, Ana Maria Costa, do jurista, ex-deputado e integrante do grupo Tortura Nunca Mais, Antônio Modesto da Silveira, e do presidente da Comissão da Verdade do Estado do Rio de Janeiro, Wadih Damous (OAB). Além disso, estarão presentes o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha, o diretor da ENSP/Fiocruz, Hermano Castro, e o diretor do Icict/Fiocruz, Humberto Trigueiros.

O objetivo da comissão é fazer o levantamento dos trabalhadores da saúde que tiveram seus direitos violados pela ditadura no país (1964-1985), bem como os respectivos processos de violação a que foram submetidos, e consolidá-los em um sistema de informação integrado, cuja finalidade é armazenar e preservar os dados obtidos e se constituir em uma fonte de conhecimento futuro e um canal de interação com a sociedade brasileira de forma geral. Essa comissão assumiu os princípios adotados pela Comissão Nacional da Verdade (CNV), dispostos na Lei 12.528, de 18 de maio de 2012, e nas resoluções já tomadas pela CNV, publicadas em sua página eletrônica.

Saiba mais aqui
.

Site do CBCSHS

Confira as informações completas do VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde acessando o site especial do evento em http://www.abrasco.org.br/ciencias_sociais.

Nenhum comentário para "Congresso de ciências sociais e humanas ocorre no RJ"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.