Revista Saúde em Debate é incluída na base SciELO

Publicada em
 
 
 

O Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes) comemora a decisão do Comitê Consultivo da SciELO Brasil (Scientific Electronic Library Online) pela inclusão da revista Saúde em Debate, fundada em 1976, em sua base eletrônica. De acordo com o editor da publicação e pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP) Paulo Amarante, "o ingresso valoriza o conjunto de artigos que vêm sendo publicados na revista Saúde em Debate, certamente uma das mais consultadas pelo segmento da saúde coletiva nacional e latino-americana". A ENSP já faz parte da SciELO, desde 1999, por meio da inserção da revista Cadernos de Saúde Pública.

Ainda de acordo com Amarante, que também é diretor do Cebes e coordenador do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental e Atenção Psicossocial (Laps/ENSP), a revista é, desde sua criação há 36 anos, uma fonte preciosa de consulta e pesquisa. A publicação até já foi objeto de artigos, monografias, dissertações e teses, por sua importância na construção do pensamento crítico em saúde coletiva e na construção do Sistema Único de Saúde (SUS). “Aliás, nunca é demais lembrar que a proposta do SUS foi apresentada pela primeira vez em um documento do Cebes publicado no número 9 da revista”, lembra o editor. “O ingresso da Saúde em Debate no SciELO é um presente de fim de ano e ano-novo para toda a comunidade acadêmica do Brasil”, completa.

Histórico da revista

A revista Saúde em Debate, fundada em 1976, é voltada para a área de saúde pública e faz parte da base de dados Lilacs (Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde), com classificação Qualis Nacional B.

A publicação é distribuída a todos os associados do Cebes, entidade que, ao longo de mais de três décadas de existência, aglutinou um conjunto importante de membros, envolvendo instituições e indivíduos significativos e engajados na formação de opinião no setor da saúde brasileira.

Para publicação, são aceitos trabalhos inéditos, em português, inglês e espanhol, sob a forma de artigos originais, artigos de opinião, artigos de revisão ou de atualização, relatos de casos e resenhas de livros de interesse acadêmico, político e social.

A publicação dos trabalhos está condicionada a pareceres de um conselho editorial ad hoc, estabelecido para cada número da revista. O sanitarista Paulo Amarante é o editor-chefe da revista.

Veja a coleção das edições da revista Saúde em Debateclicando aqui. Acesse o site da revista Saúde em Debateclicando aqui.

O Cebes

O Centro Brasileiro de Estudos de Saúde, desde sua criação em 1976, tem como eixo principal de seu projeto a luta pela democratização da saúde e da sociedade. Nesses mais de 30 anos de atuação, como centro de estudos que aglutina profissionais e estudantes, assegurou seu espaço como produtor de conhecimentos com uma prática política concreta, seja em nível dos movimentos sociais, das instituições do país e do parlamento brasileiro.

Durante toda sua trajetória, e cada vez mais, o Cebes continua empenhado em fortalecer seu modelo democrático e pluralista de organização; em orientar sua ação para o plano dos movimentos sociais, sem descuidar de intervir nas políticas e práticas parlamentares e institucionais; em aprofundar a crítica e a formulação teórica sobre as questões de saúde; em contribuir para a consolidação das liberdades políticas e para a constituição de uma sociedade mais justa em nosso país.

A SciELO

A Scientific Electronic Library Online (SciELO) é uma biblioteca eletrônica que abrange uma coleção selecionada de periódicos científicos brasileiros. A SciELO é o resultado de um projeto de pesquisa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), em parceria com a Bireme - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde. A partir de 2002, o projeto conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

O objetivo do projeto é o desenvolvimento de uma metodologia comum para a preparação, armazenamento, disseminação e avaliação da produção científica em formato eletrônico. Com o avanço das atividades do projeto, novos títulos de periódicos estão sendo incorporados à coleção da biblioteca.

Em 2011, a biblioteca eletrônica SciELO Brasil foi classificada em primeiro lugar no ranking mundial de portais de acesso aberto Webometrics, de acordo com divulgação do laboratório Cybermetrics, grupo de pesquisa vinculado ao Conselho Superior de Pesquisas Científicas da Espanha. Curiosamente, a SciELO Brasil não estava em primeiro lugar em nenhum dos quatro quesitos medidos no ranking: foi segundo lugar tanto no item tamanho como no de presença no portal acadêmico Google Scholar, terceiro em número de arquivos em formato PDF e quarto em visibilidade, que é a quantidade de links que remetem a páginas do portal. O somatório, contudo, rendeu-lhe a liderança.

ENSP na SciELO

A revista Cadernos de Saúde Pública da ENSP foi uma das pioneiras em publicação da SciELO, admitida em julho de 1999, como parte de um conjunto de revistas fundadoras desta biblioteca eletrônica. Todos os 215 números publicados de CSP estão disponíveis para leitura na base SciELO clicando aqui.

Além de Cadernos, uma busca sobre trabalhos da ENSP disponíveis na SciELO revela mais de 50 artigos e textos publicados por pesquisadores da Escola, nos mais variados campos da saúde coletiva.

(Com informações do Cebes.)

1 comentário para "Revista Saúde em Debate é incluída na base SciELO"

Uma pessoa comentou esta matéria. Comente você também!

  1. LIGIA GIOVANELLA

    Parabéns Paulo! Ótima notícia! Ligia Giovanella

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.