Parceria vai fortalecer atividades do IAE na Venezuela

Publicada em
 
 
 

Tatiane Vargas

Através de um acordo de cooperação técnica - realizado pelo Ministério das Relações Exteriores por intermédio da Agência Brasileira de Cooperação - entre Brasil e Venezuela, a ENSP e o Instituto de Altos Estudios Doutor Arnoldo Gabaldón (IAE) firmaram parceria com o objetivo de desenvolver e fortalecer as atividades do IAE. Dentre as atividades previstas para a formação, intercâmbio de pesquisa científica e desenvolvimento de talentos humanos na área da saúde pública, para o fortalecimento do Sistema Nacional de Saúde Pública da Venezuela, estão a criação de uma Escola de Governo em Saúde e a implementação do primeiro curso de mestrado em Saúde Pública no IAE, além de transferências de tecnologias na área de Educação a Distância (EAD).

No final do mês de outubro, o vice-diretor de Escola de Governo da ENSP, Marcelo Rasga, a coordenadora de Cooperação Internacional da Escola, Erica Kastrup, e a professra da ENSP, que apoiará o processo de estruturação da Rede de Escolas de Saúde Pública da Unasul, Eliana Labra, estiveram na Venezuela para impulsionar o projeto de criação de uma Escola de Governo em Saúde no Instituto de Altos Estudios Doutor Arnoldo Gabaldón. Segundo Erica, a partir das experiências da ENSP, os venezuelanos estão impulsionando uma Rede de Escolas de Saúde Pública Nacional. Nós auxiliamos no mapeamento das instituições venezuelanas que podem impulsionar essa rede nacional, pois é de extrema importância tanto no âmbito da orientação para criação da Escola de Governo do IAE quanto em termos estruturais para a Resp, explicou a coordenadora.

cooperacao_venezuela_ensp_dentro.jpg

Ainda de acordo com Erica, houve uma reunião com diversos representantes do IAE para falar sobre a experiência da ENSP em ser uma Escola de Governo em Saúde, além de ajudar também a impulsionar a formação de uma Rede de Escolas de Saúde Pública Nacional com a experiência da Rede de Escolas de Saúde Pública e Centros Formadores do Brasil. Orientamos eles no sentido de como se potencializar a Rede através de ações de Escolas de Governo e ressaltamos também a importância de ter o IAE integrando a Rede de Escolas de Saúde Pública da Unasul, apontou Erica.

erica_kastrup_boneco_esq.jpgA coordenadora de Cooperação Internacional da ENSP explicou que o projeto nasceu em 2006 por meio de uma visita do próprio diretor da ENSP, Antônio Ivo de Carvalho, ao Instituto de Altos Estudios Doutor Arnoldo Gabaldón - Escola de Saúde Pública ligada ao Ministério da Saúde da Venezuela. Desde então, foram formulados projetos e, a partir de 2010, começou-se a trabalhar efetivamente. Esse é um projeto da Agência Brasileira de Cooperação, vinculada ao Ministério das Relações Exteriores, é uma cooperação entre as duas repúblicas: Brasil e Venezuela. Esse projeto está baseado em acordos governamentais, e a execução é por parte da ENSP e do IAE. Segundo Erica, uma das frentes de atuação no projeto é a transferência de tecnologias em Educação a Distância para o Instituto, que já possui EAD, porém numa dimensão bem menor. A ideia é utilizar a nossa experiência para ajudá-los a se expandir.

As primeiras atividades relacionadas à EAD tiveram início em maio, quando a pesquisadora da ENSP Luisa Pessoa esteve no IAE para ajudar a ampliar o escopo da Educação a Distância no Instituto. De acordo com Erica, a ideia era utilizar a EAD como uma ferramenta que viabilizasse a estratégia da criação de uma Escola de Governo, ou seja, uma formação em larga escala de acordo com as necessidades do sistema de saúde do país articulado com o Ministério Venezuelano. A decisão de orientar uma Escola de Governo também foi com o objetivo de reaproximar o IAE da Rede de Escolas de Saúde Pública da Unasul - da qual a ENSP é responsável pela Secretaria Executiva -, cujo objetivo é ser uma Rede de Escolas de Saúde Pública que sejam Escolas de Governo. Estamos utilizando esse projeto bilateral para também potencializar o projeto multilateral da Unasul, ressaltou a coordenadora.

Outro ponto da parceria é a criação de um curso de mestrado em Saúde Pública no Instituto de Altos Estudios Doutor Arnoldo Gabaldón. O desenvolvimento da primeira maestria no IAE seria baseado na vasta experiência da ENSP no âmbito de cursos de pós-graduação. Em setembro, um grupo de três venezuelanos esteve na Escola no intuito de conhecer os programas, o Serviço de Gestão Acadêmica (Seca) e o Comitê de Ética da Escola, e, com base nas experiências observadas, está em processo para dar início à primeira turma de mestrado em Saúde Pública no IAE. O maior objetivo dessa parceria é o desenvolvimento institucional do Instituto de Altos Estudios Doutor Arnoldo Gabaldón, concluiu Erica.

Nenhum comentário para "Parceria vai fortalecer atividades do IAE na Venezuela"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.