ENSP publica ferramenta em repositório internacional

Publicada em
 
 
 

decs_capa_esq_2011.jpgEstão disponíveis, em repositório público, os módulos - desenvolvidos pela equipe de analistas de Tecnologia de Informação da Coordenação de Comunicação Institucional (CCI/ENSP) - para acessar os Descritores em Ciências da Saúde (DeCS) da Bireme. Os códigos estão direcionados para o Modelo Tecnológico da Rede do Campus Virtual de Saúde Pública (CVSP), que utiliza o gerenciador de conteúdo (Drupal) e o sistema de repositórios (CWIS). Entretanto, por ter sido desenvolvido na tecnologia livre PHP e Javascript, poderá ser adaptado para qualquer outro sistema. O compartilhamento dos códigos possibilitará a toda a Rede CVSP, e a outras na área da Saúde Pública, como a UNA-SUS, classificar seus conteúdos, promovendo a indexação e recuperação através do vocabulário DeCS.

Um importante diferencial nesta inovação, ressaltado pela analista da CCI Rosane Mendes, uma das responsáveis pelo projeto junto com Ana Paula Mendonça, "é que este desenvolvimento utiliza o webservice da Bireme, que fornece estabilidade no serviço e traz o benefício de diminuir a redundância de dados. Utilizamos este mesmo escopo para criar um plugin, que permite também a indexação de objetos de aprendizagem, no repositório do CVSP-nodo Brasil.

Os módulos desenvolvidos para utilização do DeCS foram disponibilizados no GitHub https://github.com/ensp. O GitHub é um repositório público colaborativo para armazenamento de códigos-fonte de projetos de desenvolvimento de software. Para Ana Paula, analista da CCI, o "grande diferencial do Github é ser colaborativo, com um caráter de rede social, permitindo a qualquer pessoa baixar e utilizar os códigos, além de possibilitar a colaboração com melhorias e adaptações por outros programadores através da rede. O desenvolvimento do projeto contou com o trabalho dos profissionais Alexandre Junqueira e Alberto Souza, além da parceria com a Bireme".

Este projeto, desenvolvido pela CCI, reforça as recomendações do Comitê Técnico para Implementação do Software Livre (CISL), criado no âmbito do Governo Eletrônico Brasileiro, em relação ao uso de padrões abertos, licenciamento livre dos softwares e formação de comunidades, em especial de usuários e desenvolvedores. Segundo a coordenadora da CCI, Ana Furniel, "incentivamos sempre trabalhar de forma coletiva, de buscar soluções e não perder de vista nossa missão de facilitar o acesso de toda a sociedade ao conhecimento produzido na ENSP, instituição pública, como a recente adesão ao Movimento Internacional de Acesso Livre".

Sobre o DeCS - Descritores em Ciências da Saúde

O vocabulário estruturado e trilíngue DeCS foi criado pela Bireme para servir como uma linguagem única na indexação de artigos de revistas científicas, livros, anais de congressos, relatórios técnicos e outros tipos de materiais, assim como para ser usado na pesquisa e recuperação de assuntos da literatura científica nas fontes de informação disponíveis na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), como Lilacs, Medline e outras. Além dos termos médicos originais do Medical Subject Headings da U.S.National Library of Medicine (MeSH), foram desenvolvidas as áreas específicas de Saúde Pública, Homeopatia, Ciência e Saúde e Vigilância Sanitária.

Com o objetivo de permitir o uso de terminologia comum para pesquisa em três idiomas, foi desenvolvido a partir do MeSH - Medical Subject Headings da U.S.National Library of Medicine (NLM), proporcionando um meio consistente e único para a recuperação da informação independentemente do idioma. O DeCS integra a metodologia Lilacs e é um componente integrador da BVS. Participa do projeto de desenvolvimento de terminologia única e rede semântica em saúde, Unified Medical Language System da NLM (UMLS), com a responsabilidade da atualização e envio dos termos em português e espanhol.

O DeCS é um vocabulário dinâmico totalizando 30.895 descritores, sendo destes 26.225 do MeSH e 4.670 exclusivamente do DeCS. Existem 2.032 códigos hierárquicos de categorias DeCS e 1.479 descritores MeSH. As seguintes são categorias DeCS, e seus totais de descritores: Ciência e Saúde (219), Homeopatia (1.944), Saúde Pública (3.491) e Vigilância Sanitária (828). O número é maior que o total, pois um descritor pode ocorrer mais de uma vez na hierarquia. Por ser dinâmico, registra o processo constante de crescimento e mutação, assinalando a cada ano um mínimo de 1.000 interações na base de dados dentre alterações, substituições e criações de novos termos ou áreas.

Saiba mais sobre o DeCS: http://decs.bvs.br/

Nenhum comentário para "ENSP publica ferramenta em repositório internacional"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.