Encontro LGBT debate controle social em Manguinhos

Publicada em
 
 
 

2_encontro_lgbt_manguinhos.jpgBuscando fortalecer a participação e a representação da população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais nas instâncias de controle social do SUS dentro do Conselho Gestor Intersetorial (CGI) do Teias - Escola Manguinhos, acontecerá, nesta segunda-feira (22/8), a partir das 18 horas, o 2º Encontro LGBT de Manguinhos. A organização do evento está a cargo da responsável pelo Conselho Comunitário de Manguinhos e integrante do Conselho Gestor do CSEGSF/ENSP, Simone Pereira. O evento é aberto a todos os interessados e não é necessária inscrição prévia. O CGI é composto de representantes de 12 segmentos da comunidade de Manguinhos, entre eles o de Minorias (LGBT, Negros e Pessoas com Deficiências).

Representando a Assessoria de Cooperação Social da ENSP no evento desta segunda, a coordenadora da ACS, Mayalu Matos, enfatizará a importância da mobilização desse segmento para a eleição do CGI - Conselho Gestor Intersetorial do Teias-Escola Manguinhos, composto de representantes de 12 segmentos (assistência social e direitos humanos, criança e adolescente, cultura, educação, esporte, grupos étnicos e minorizados, idosos, mulheres, representações comunitárias, saúde e ambiente, religioso e trabalho cooperativo/geração de renda solidária da comunidade de Manguinhos, entre eles o LGBT). A estratégia de ativação da cidadania com participação da Comunidade na Saúde se fundamenta na Lei 8.142/90.

Segundo Mayalu, "a participação do controle social no SUS por meio dos Conselhos Locais é algo novo, que, se tornado realidade, poderá se transformar em um novo modelo de Atenção à Saúde de comunidades urbanas metropolitanas em situação de vulnerabilidade e minorização social".

Além da coordenadora da ACS/ENSP/Fiocruz, o jornalista e coordenador do Projeto Entre Garotos, Cleber Vicente Gonçalves, e a assistente social e coordenadora do Projeto Laços e Acasos, Mulheres, Desejos e Saúde, Marcelle Esteves, abordarão os novos direitos alcançados pela população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e travestis e transexuais) no último período: Pretendemos resgatar um pouco da história e também falar sobre prevenção entre mulheres lésbicas e homens gays, afirmou Cleber. Na ocasião, serão exibidos dois curtas-metragens produzidos pelos projetos em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que visa estimular o debate sobre homofobia e bullying na escola.

Sobre o Projeto Teias-Escola Manguinhos:

O Projeto Teias visa constituir, no bairro de Manguinhos, um território integrado de saúde, com um modelo participativo de gestão em saúde enfocando a intersetorialidade e os determinantes sociais da saúde. O conceito do Teias é uma estratégia de aperfeiçoamento político-institucional, gerencial e de organização da atenção do SUS.

O projeto Teias-Escola Manguinhos é gerenciado pela ENSP, e suas atividades e serviços de saúde da rede assistencial básica na comunidade serão realizados através do conceito de Território Integrado de Atenção à Saúde.

Essa iniciativa é fruto da cooperação tripartite inédita entre Fiocruz, governo estadual e Prefeitura do Rio de Janeiro, cujo objetivo é a conformação do bairro Manguinhos como um território de atenção à saúde integrada, transformador das práticas da atenção, bem como um espaço de inovação das práticas de ensino e de geração de conhecimento científico e tecnológico, que se traduzam em melhorias da condição atual de saúde e vida da população.

O projeto tem como finalidade integrar as ações de promoção, prevenção e assistência à saúde, reunindo a cobertura de equipes da Saúde da Família, de Saúde Bucal, Centros de Atenção Psicossocial e Núcleos de Apoio às Equipes de Saúde da Família, funcionando como uma pequena rede social e assistencial com ensino, pesquisa e inovação. Sua concepção está associada aos referenciais da promoção da saúde, com ações voltadas para participação comunitária e intersetorialidade para a transformação das condições de vida local. O projeto busca a construção de redes e de um território integrado a partir da constituição da cobertura de 100% da saúde da família. Dessa forma, é possível integrar as ações de promoção, prevenção e assistência à saúde no território de Manguinhos.

Serviço:
Local: Espaço Forró na Comunidade Nelson Mandela
Horário: 18 horas

Nenhum comentário para "Encontro LGBT debate controle social em Manguinhos"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.