CNQGS promove encontro presencial em MG

Publicada em
 
 
 

victorGrabois_ESPMG_esq.jpgA Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG) realizou, nesta terça-feira (12/7), a abertura oficial da segunda edição do Curso Nacional de Qualificação de Gestores do SUS (CNQGS), recebendo cerca de 100 participantes, entre secretários municipais de saúde e outros gestores dos municípios e da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). O diretor da ESP-MG, Damião Mendonça Vieira, destacou que, desde a primeira edição, em 2010, a instituição se tornou uma referência pelo desempenho na coordenação das atividades. Em 2011, conseguimos superar o número de candidatos e vamos receber, nesta segunda edição, 560 alunos, selecionados ente 1040 inscritos. Isso demonstra o comprometimento e espírito inovador da equipe da Escola e o reconhecimento do sucesso na parceria com todos os envolvidos na realização do CNQGS, afirmou o diretor.

O curso, idealizado pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (Ensp/Fiocruz), tem como objetivo proporcionar o desenvolvimento de capacidades para a gestão dos diferentes níveis do SUS, referenciada na regionalização da atenção à saúde. A ESP-MG é a responsável pela coordenação da qualificação no estado. O CNQGS é uma ação que faz parte do Programa Nacional de Qualificação de Gestores e Gerentes do SUS, desenvolvido pelo Ministério da Saúde (MS), por meio da Secretaria de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde (Sgtes), com apoio do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems). O curso tem carga horária de 180 horas, sendo 156h realizadas a distância e 24h de forma presencial. Nestes primeiros encontros presenciais, os alunos constroem vínculos com os tutores, conhecem o ambiente virtual de aprendizagem (AVA), o cronograma e as demais propostas.

Adriana Soares Nogueira Costa, secretária de saúde do município de Jaboticatubas (MG) e ex-aluna do curso, convidada a dar um depoimento na abertura, realçou que a iniciativa materializa o ideal de educação permanente, colocando o conteúdo teórico em contato com a prática. Nós, gestores, somos, além de administradores, autoridades sanitárias. O CNQGS desperta habilidades para promoção da atenção integral, com os conceitos de redes, territorialização e intersetorialidade, por exemplo. Em nosso município, os questionamentos levantados levaram ao investimento em mais humanização, configurando ações que organizam os profissionais e a atenção a partir das linhas de cuidado estabelecidas pelos governos estadual e federal e atendem, da melhor maneira possível, a demanda dos usuários. O conteúdo do curso é riquíssimo, os tutores, muito qualificados, e os fóruns permitem uma troca de experiências valiosa, avaliou a ex-aluna.

O integrante da coordenação nacional, Victor Grabois, destacou as possibilidades de inovação pedagógica oferecidas pela educação a distância, com material e discussão aprofundados sobre a gestão e o planejamento voltado ao SUS, permitindo sua aplicação de acordo com cada realidade enfrentada pelo gestor. A abertura da segunda edição consagra o compromisso com a construção de conhecimento e de alternativas para essa política essencial no Brasil que é o SUS, promovendo os direitos dos usuários, afirmou o representante da Ensp. Já Marli da Conceição Cruz Pinto, do Colegiado dos Secretários Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems/MG), lançou uma mensagem de aprovação a esse pacto de continuidade de uma parceria que traz um novo tempo de grande significado. A valorização da gestão em saúde reflete-se no atendimento ao usuário. Esperamos que o aprendizado virtual converta-se em projetos e ações propulsoras da qualidade no atendimento, com maior planejamento de ações para maximização de recursos, abertura de espaço para discussão e a valorização do profissional de saúde, destacou Marli.

A superintendente de educação das ESP-MG, Luciana Tarbes, reforçou a qualidade oferecida pelo curso nacional e o comprometimento da equipe do Núcleo de Tecnologia Educacional (NTE) e dos tutores selecionados. Adriano Lima, responsável pelo NTE e coordenador do CNQGS em Minas Gerais, enfatizou que a modalidade de educação a distância oferece possibilidades reais de aperfeiçoamento, contando com a eficiência dos parceiros e da ENSP na realização do curso. Com tutores qualificados, novas tecnologias e metodologias pedagógicas, a distância se torna cada vez mais próxima, e o debate e a construção do conhecimento sempre presentes, afirmou Adriano. A coordenadora pedagógica do curso na ESP-MG, Juliana Branco, reforçou que esta será uma oportunidade para formar uma rede de inteligência colaborativa, fortalecendo as redes de ensino em saúde de cada unidade da federação.

Nenhum comentário para "CNQGS promove encontro presencial em MG"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.