Palestra on-line sobre telessaúde na APS nesta segunda (6/6)

Publicada em
 
 
 

Nesta segunda-feira (6/6), será realizada a palestra on-line Telessaúde na Atenção Primária: Aplicações e Estratégias de Sucesso, transmitida no programa do II Ciclo de Seminários On-Line em TI em Saúde, promovido pela Sociedade Brasileira de Informática em Saúde. A palestra será proferida pela doutora em Bioinformática pela Université D´Aix-Marseille II da França, Magdala de Araújo Novaes. Os interessados podem assistir a transmissão pelo site http://sbis.virtual.org.br/course/view.php?id=20.

Os interessados em montar uma sala de recepção devem entrar em contato com a diretoria de Educação através do email diretoria_educacao@sbis.org.br.

O acesso será mais uma vez livre e gratuito para todos os sócios quites da SBIS, em qualquer categoria. Existem 100 vagas disponíveis para cada palestra. Se o interessado já estiver cadastrado no site de EAD da SBIS, basta clicar aqui, e entrar com login e senha registrados no site, e fornecer (role até o final da tela) o código de inscrição: ciclosemin2011.

Quem não possui cadastrado, deve inscrever-se previamente em https://creator.zoho.com/sbis_cursos/cursos-da-sbis/form-perma/Ficha_de_Inscricao_em_Cursos/.

Sobre o Telessaúde:

O uso da telessaúde ou telemedicina nos serviços públicos de saúde vem crescendo a cada ano no Brasil. Em outros países não é diferente, a prática da telessaúde tem ampliado a oferta de saúde a comunidades isoladas ou desprovidas de serviços especializados. O suporte remoto às equipes que atuam na Estratégia de Saúde da Família no Brasil tem sido fundamental para melhorar a resolubilidade destas equipes, diminuir deslocamentos de pacientes e profissionais na rede e custos no sistema público de saúde.

Mas o que é telessaúde? Uma tecnologia ou um serviço? Vamos explorar as diferentes modalidades desta prática, seus recursos e principais atores, e estratégias adotadas para implantação da telessaúde na atenção primária no Brasil. O Programa Telessaúde Brasil será utilizado para exemplificar os diferentes cenários de uso. Discutir os diferentes impactos da prática da telessaúde pode ajudar a melhor desenvolver sua estratégia local de utilização para uma boa relação custo efetividade, além de entender seus limites e benefícios para o sistema de saúde como um todo.

Sobre a palestrante:

Magdala de Araújo Novaes é doutora em Bioinformática pela Université D´Aix-Marseille II (França), Centre National de la Recherche Scientifique em 1993, especializada em informática aplicada às organizações pela Université de Montpellier I (França), e graduada em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) em 1987 (Brasil). É professora associada de Informática em Saúde do Departamento de Medicina Clínica, coordenadora do Grupo de Pesquisa de Tecnologias da Informação em Saúde (TIS) e do Núcleo de Telessaúde (Nutes) da UFPE. Área de atuação: tecnologias da informação e das comunicações em saúde. Linhas de pesquisa: sistemas de informação em saúde, telemedicina e telessaúde, educação a distância em saúde, prontuário eletrônico do paciente, internet e saúde. É membro titular e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (Sbis), do Comitê Assessor da Rede Universitária de Telemedicina (Rute), e da Comissão Permanente de Telessaúde do Ministério da Saúde.

Nenhum comentário para "Palestra on-line sobre telessaúde na APS nesta segunda (6/6)"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.