Diretor da ENSP participa da primeira aula de especialização da UNA-SUS

Publicada em
 
 
 

Para dar início à Especialização em Atenção Básica em Saúde da Família na modalidade a distância, está acontecendo, nesta quinta-feira, 5/8, em Mato Grosso do Sul, a aula inaugural do curso. Esta especialização é uma promoção da Fiocruz Cerrado Pantanal e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, com apoio e financiamento da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), do Ministério da Saúde, por meio da UNA-SUS. O diretor da ENSP, Antônio Ivo de Carvalho, que integra a Comissão Interinstitucional da UNA-SUS, está presente no encontro com cerca de 500 profissionais inscritos no curso.

logo_UNASUS_SF_dentro.jpgO Sistema Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (UNA-SUS) é uma estratégia governamental para atender às necessidades de formação e educação permanente dos trabalhadores do SUS. Utiliza a inovação tecnológica para levar educação permanente a mais pessoas, com mais qualidade, por um custo menor e com maior protagonismo dos trabalhadores-estudantes. Em 2008, foi realizado um projeto piloto de Especialização em Saúde da Família da UNA-SUS e também um curso em aperfeiçoamento de envelhecimento e saúde da pessoa idosa.

Em maio de 2010, a Secretaria Executiva da UNA-SUS instituiu a Comissão Interinstitucional, composta do Ministério da Saúde, Fiocruz e Organização Pan-Americana de Saúde. O presidente do colegiado institucional da UNA-SUS é Francisco Campos, o assessor técnico principal da Secretaria é José Paranaguá de Santana, o coordenador administrativo é Antônio Ferreira Lima Filho, o coordenador administrativo é Marcos Mandelli e o consultor técnico é Vinícius Oliveira. O Colegiado Institucional da UNA-SUS conta com cinco integrantes: dois representantes da SGTES/MS, Ana Estella Haddad e Márcia Sakai; dois representantes da Fiocruz, Antônio Ivo de Carvalho e Maria do Carmo Leal; e Felix Rigoli, da Opas/OMS.

A Secretaria Executiva tem a missão de coordenar o processo de fortalecimento institucional da UNA-SUS, de modo a assegurar a execução e a sustentabilidade de seu programa de trabalho, articular as diversas instâncias da SGTES/MS, da Fiocruz e da Opas/OMS envolvidas, visando dotá-las de instrumental técnico e administrativo para a execução de seu programa de trabalho. Além disso, ela objetiva apoiar tecnicamente a UNA-SUS em suas articulações com diversas secretarias do Ministério da Saúde e com as secretarias estaduais e municipais e as instituições educacionais, e ainda propiciar apoio às equipes técnicas encarregadas do programa de trabalho da instituição.

Durante a primeira reunião de trabalho da secretaria executiva, ocorrida em 8/7, em Brasília, o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha, destacou que o papel da Fiocruz nesse processo é dar suporte estratégico e logístico aos programas considerados como prioritários pelo Ministério da Saúde. Como resultado desse apoio, a nova unidade da Fiocruz, em Brasília, abrigará a Secretaria Executiva da UNA-SUS.

Sistema Universidade Aberta do SUS

A UNA-SUS foi lançada em junho de 2008 com a meta de qualificar, até 2011, 52 mil trabalhadores e oferecer capacitação gerencial para outros 100 mil. A proposta da Universidade do SUS é formar profissionais em larga escala, num programa de dimensão nacional que incentive a carreira dentro do Programa de Saúde da Família. Por meio de parcerias com universidades, faculdades, associações médicas e secretarias de saúde, o governo oferecerá cursos a distância não apenas pela internet, mas também de outras formas.

A princípio, os cursos da UNA-SUS serão divididos em três áreas: Saúde da Família, Formação Gerencial e Saúde do Idoso.
A UNA-SUS opera por meio da colaboração entre os entes da federação e cooperação internacional. Esse sistema articula ações de universidades e outras instituições acadêmicas, Escolas de Saúde Pública, Serviços de Saúde e Gestão do SUS para atender aos objetivos propostos, constituindo-se em uma rede nacional para a educação permanente em saúde.
O sistema possibilita a contribuição de cada instituição de acordo com as suas potencialidades, sendo estruturada em quatro eixos correspondentes a um dos seguintes objetivos: produção de conhecimento, cooperação em tecnologias educacionais, apoio presencial e certificação educacional.
A produção de conhecimento se materializa na formulação de materiais instrucionais, que será feita em espaços virtuais e presenciais colaborativos, unindo esforços das entidades nacionais, universidades e associações profissionais e científicas, tomando como modelo a experiência do Campus Virtual de Saúde Pública (CVSP) da Opas/OMS. Todo material desenvolvido será de acesso livre às instituições e estudantes interessados por meio das bibliotecas virtuais e de outras mídias: CD-ROMs, DVDs, impressos etc.

Nenhum comentário para "Diretor da ENSP participa da primeira aula de especialização da UNA-SUS"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.