Escola discute andamento de parceria com comitiva paraguaia

Publicada em
 
 
 

Desenvolver a proposta de um mestrado profissionalizante no Paraguai foi um dos resultados da reunião, ocorrida nesta terça-feira (27/4), entre a Direção da ENSP e os integrantes da comitiva paraguaia que estiveram na Escola. No encontro, além de informes sobre o andamento da parceria, iniciada em 2008, os visitantes explicaram que a reestruturação do sistema de saúde do país prioriza o modelo de atenção primária em saúde e a formação de equipes de saúde da família para atender 100% da população. A visita se estende até sexta-feira (30/4), quando a comitiva visitará a Clínica da Família Victor Valla, que integra a iniciativa Teias - Escola Manguinhos, coordenada pela ENSP/Fiocruz.

Com_paraguai_centro_2010.jpgOs integrantes da comitiva explicaram que, após dois anos do processo de reestruturação de seu sistema de saúde, o Paraguai conta atualmente com 251 equipes de saúde da família. A meta é montar e qualificar quase 2 mil equipes visando atender a toda a população do país. A ministra da Saúde do Paraguai, Esperanza Martinez, entende que o país precisa construir ferramentas de gestão e de atenção em saúde e ampliar a participação social nesse processo. Por conta dessas necessidades é que foi iniciada a parceria com a Escola. Durante a visita à ENSP, a comitiva paraguaia ampliou relações com os pesquisadores Eduardo Stotz, sobre educação popular, e Paulo Amarante, sobre saúde mental e atenção psicossocial.

O diretor da ENSP, Antônio Ivo de Carvalho, apresentou a iniciativa Teias - Escola Manguinhos pra os visitantes, uma vez que o modelo da Estratégia de Saúde da Família é adotado pelos dois países. Antônio Ivo destacou ainda a importância da Escola de Governo em Saúde, que, por meio da formação política e técnica dos recursos humanos, busca atender às reais necessidades do sistema de saúde do país. Além disso, o diretor falou da iniciativa Unasul-Saúde , uma possibilidade para que o governo paraguaio,por intermédio de sua ministra da Saúde, possa obter bolsas de estudo para que os profissionais venham estudar na Escola. Além do desenho de um mestrado profissionalizante para o país, Antônio Ivo informou que a ENSP está iniciando um curso de especialização em saúde do trabalhador voltado para a atenção básica, promovido pelo Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana, cuja ementa se enquadra às necessidades paraguaias.

A equipe técnica da ENSP responsável pela parceria com o Paraguai é coordenada pelo professor convidado da Residência Multiprofissional em Saúde da Família da ENSP/Fiocruz e da Residência e Internato em Medicina de Família e Comunidade da UFRJ, Carlos Eduardo Aguilera Campos, sendo também composta com as mestrandas em Saúde Pública pela ENSP Ana Laura Brandão, Ana Paula Santana Coelho e Juliana Santino.

Nenhum comentário para "Escola discute andamento de parceria com comitiva paraguaia"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.