Anunciado lançamento de nova edição do Pesquisa para o SUS

Publicada em
 
 
 

A diretoria da Faperj anunciou o lançamento em breve de uma nova edição do edital Pesquisa para o SUS: gestão compartilhada em saúde (PPSUS). A data oficial de lançamento será divulgada nos próximos dias. Resultado de uma parceria do governo do estado com o Ministério da Saúde e o CNPq (Ministério da Ciência e Tecnologia), serão disponibilizados R$ 6 milhões para aplicação no programa. A iniciativa tem como finalidade melhorar a qualidade no sistema de saúde fluminense, e suas pesquisas estão voltadas para dar resposta aos principais problemas da população nessa área, que necessitem de conhecimento científico para sua resolução. A informação é da Faperj.

A contratação dos projetos está prevista para o início de dezembro de 2006. O público-alvo do programa inclui universidades, institutos, centros, fundações de pesquisa e desenvolvimento e demais órgãos da administração pública direta, autárquica ou fundacional; empresas públicas ou sociedades de economia mista, de qualquer esfera do Governo; organizações privadas sem fins lucrativos, além de pesquisadores com vínculo funcional/empregatício com esses mesmos órgãos, empresas e sociedades.

Serão preferencialmente apoiadas as propostas que envolverem parcerias interinstitucionais, integrando ações do poder público, do setor produtivo e da sociedade civil.

O edital contemplará onze temas envolvendo projetos de pesquisa, estudo e desenvolvimento. Entre as modificações adotadas nesta nova edição do edital, está a expansão da atual rede de pesquisa em métodos moleculares para o diagnóstico de doenças cardiovasculares, infecciosas e parasitárias, que passará a incluir também as doenças de origem neuro-degenerativas, anunciou o diretor-científico da Fundação, Jerson Lima Silva. Outra novidade é a inclusão de um tema voltado para a criação de uma rede de pesquisa em métodos moleculares em diagnóstico e prognóstico de neoplasias.

A primeira edição do programa, lançada em 9 de dezembro de 2004, contemplou 46 projetos de um total de 96, com base nas prioridades em saúde do Governo do Estado do Rio de Janeiro e na Agenda Nacional de Prioridades de Pesquisa em Saúde. O edital contou com recursos de R$ 3 milhões, metade desse montante disponibilizado pelo governo estadual por meio da Fundação e a outra metade pelo Ministério da Saúde através do Decit Departamento de Ciência e Tecnologia em Saúde.

O Comitê Gestor do edital é composto por representantes do Ministério da Saúde, do Ministério da Ciência e Tecnologia (representado pelo CNPq), da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação do Rio de Janeiro (representada pela Faperj) e da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro.

Nenhum comentário para "Anunciado lançamento de nova edição do Pesquisa para o SUS "

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.