Presidente da Abrasco faz balanço positivo dos dois congressos

Publicada em
 
 
 

vinhetaabrasco.jpgCinco dias de debates, cerca de doze mil congressistas, mais de 360 atividades entre comunicações coordenadas, painéis, oficinas, fóruns e quase oito mil pôsteres expostos. Os números são gigantescos para os dois maiores congressos brasileiro e internacional de Saúde Pública, realizado no Rio de Janeiro de 21 a 25 de agosto. O presidente da Abrasco, Paulo Gadelha, falou da relevância do evento para a saúde pública e destacou os pontos importantes levantados nos congressos.

O balanço dos dois congressos é bastante positivo, pois foram espaços que possibilitaram o avanço e a reflexão da situação da saúde brasileira e mundial, dando novas diretrizes para a área e envolvendo uma série de temas relevantes para a construção da saúde publica, destaca o presidente. Através de fóruns paralelos, foram feitas agendas norteadoras que servirão de cooperação entre países, trazendo uma série de elementos que serão incorporados por especialistas brasileiros.

Outro ponto destacado por Gadelha foi a importância do Congresso em virtude da proximidade das eleições no Brasil. Segundo o presidente da Abrasco e vice-presidente de Desenvolvimento Institucional e Gestão do Trabalho da Fiocruz, os candidatos têm compromissos obrigatórios de estarem antenados com as propostas levantadas nos debates e colocarem em suas propostas de campanha as principais preocupações com a saúde pública brasileira.

A Carta do Rio foi um documento redigido pelos participantes do 11º Congresso Mundial de Saúde Pública e do 8º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, representando 26 países, onde reafirmam o compromisso de mostrar a saúde publica como um bem público mundial e um ponto central para o desenvolvimento dos países.

Gadelha falou ainda a respeito da apropriação de novas tecnologias para o campo da saúde. O Brasil tem trazido perspectivas muito novas nesta área de Ciência e Tecnologia, uma vez que 7,8% do PIB brasileiro gira em torno de questões vinculadas à saúde, seja o SUS, medicamentos, vacinas, equipamentos e para os dois milhões de pessoas que trabalham com saúde.

Nenhum comentário para "Presidente da Abrasco faz balanço positivo dos dois congressos"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.