1. 'Cadernos' de setembro aborda o futuro das revisões sistemáticas

    A edição de setembro de 2016 da revista Cadernos de Saúde Pública (volume 32 número 9) aborda a expectativa sobre as revisões sistemáticas. Com o intuito de adequar as revisões sistemáticas publicadas a avanços nesse campo do conhecimento e exercer seu papel de indutora de ciência e pesquisa, o CSP passará a adotar algumas novas recomendações para essas revisões a serem submetidas para publicação. Inicialmente, toda revisão sistemática deverá ter tido seu protocolo publicado ou registrado em uma base de registro de revisões sistemáticas, além de serem submetidas em inglês, objetivando otimizar o processo de avaliação por pares, na medida em que será possível convidar alguns dos autores dos artigos originais incluídos no manuscrito para emissão de pareceres, com exceção das relacionadas a temas exclusivamente brasileiros ou latino-americanos (por exemplo, prevalência de determinada condição na América Latina), que serão também aceitos manuscritos em português ou espanhol. De acordo com editorial da revista, o registro prospectivo dos protocolos das revisões sistemáticas é importante porque aumenta a transparência do processo de revisão, protege contra a possibilidade de publicação seletiva de resultados e permite melhor escrutínio por parte dos revisores acerca do que havia sido planejado e foi, de fato, executado pelos autores. "Esperamos que isso contribua tanto para a qualidade da avaliação como para maior disponibilidade de avaliadores". Além de outras mudanças, O CSP quer fomentar a submissão de revisões sistemáticas sobre intervenções em Saúde Coletiva com foco populacional e sobre questões que possam informar políticas públicas relacionadas à saúde. O editorial lembra, no entanto, que é um processo de desenvolvimento e há espaço para o amadurecimento de abordagens metodológicas envolvendo tais revisões. 

  2. Claves/ENSP apoia manifesto contra revogação do Estatuto do Desarmamento

    Pesquisadores nacionais e internacionais de instituições públicas e privadas de ensino e pesquisa lançaram manifesto contra revogação do Estatuto do Desarmamento, assinado por 57 pesquisadores de 17 instituições, entre elas a Fiocruz. O documento é contra a aprovação, por uma comissão especial da Câmara dos Deputados, do Projeto de Lei 3.722/12. O projeto reduz a idade mínima para aquisição de armas de fogo de 25 para 21 anos e autoriza pessoas que respondem a inquérito policial ou a processo criminal a possuírem e portarem armas de fogo, inclusive aqueles processados por homicídio. Durante o evento, pesquisadores apresentaram estudos e evidências científicas sobre o desarmamento. A coordenadora científica do Departamento Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde Jorge Careli (Claves/ENSP/Fiocruz), Cecília Minayo, apontou a violência hoje como a terceira causa de morte no Brasil em pessoas na faixa etária entre 10 e 49 anos. As duas primeiras causas são doenças cardiovasculares e câncer.

  1. + MAIS NOTÍCIAS

entrevistas

Fiocruz promove homenagem aos 80 anos do pesquisador emérito Luiz Fernando Ferreira

A Escola Nacional de Saúde Pública organizou uma bela homenagem para comemorar os 80 anos do professor emérito da instituição Luiz Fernando Ferreira. Amigos e familiares falam sobre o prazer e importância de conviver com o professor. 

MAIS ENTREVISTAS

  1. Mesa-redonda sobre a PEC 241/16 encerra semana comemorativa dos 62 anos da ENSP
  2. Visitar o passado para repensar o futuro da saúde pública brasileira
  3. Saúde do trabalhador: é preciso resistir à crise e defender os interesses dos profissionais
  4. Debate sobre jornalismo crítico e independente marca 62 anos da ENSP
  5. ENSP debate o papel dos trabalhadores e estudantes na luta pela saúde em seus 62 anos
  6. Vigilância e promoção como estratégias de redução de vulnerabilidades
  1. Disponíveis on-line vídeos sobre saúde e ambiente
  2. Vítimas das obras dos Jogos Olímpicos Rio 2016 recebem homenagens da Fiocruz
  3. Centro de Estudos da ENSP sobre saúde nas prisões está disponível em vídeo
  4. Entrevista: diretor da ENSP fala sobre atual conjuntura política do país
  5. Resistência microbiana apresenta elevados índices em todo o mundo
  6. Apresentações do Ceensp sobre resíduos de agrotóxicos nos alimentos e doenças crônicas disponíveis no Youtube da ENSP

mais buscadas

abrasco   aids   arouca   besserman   biblioteca   ceensp   cesteh   claves   concurso   csegsf   cursos   daps   demqs   dengue   densp   educação a distancia   endemias   ensp   epidemiologia   epsjv   especialização em saúde pública   especialização   faperj   fiocruz   funasa   giovanella   manguinhos   mestrado profissional   mestrado   opas   plataforma siga   radis   residência   saude do trabalhador   saúde mental   saúde   siga   sinval   terrapia   tuberculose