link para a página principal do portal
Tamanho da Letra   menor ou maior
formulário de busca
  • página inicial

Cadernos de Saúde Pública: primeira edição de 2018 destaca hipercompetitividade e integridade em pesquisa

O primeiro fascículo de 2018 do Cadernos de Saúde Pública (volume 34, janeiro de 2018) encontra-se disponível no site da revista. Para este ano, o tema "Abraçando a diversidade" é o escolhido para as fotos de capa, e o editorial Hipercompetitividade e integridade em pesquisa destaca a complexidade das publicações científicas e seu papel enquanto principal veículo de disseminação de resultados de projetos de pesquisa. O texto, assinado pelas editoras Cláudia Medina Coeli, Luciana Dias de Lima e Marilia Sá Carvalho, reforça que boas práticas editoriais permitem que "as revistas contribuam para a promoção da integridade na pesquisa e a valorização da ciência", mas alerta também para procedimentos indesejados que levam ao excesso de publicação de resultados positivos, baixa reprodutibilidade e falta de transparência no relato de estudos, o que "diminui o valor da contribuição científica para a sociedade", afirmam. 

Centro de Saúde recolhe doações para atingidos pela enchente

O Centro de saúde Escola Germano Sinval Faria, da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz), diante da situação de emergência e calamidade pública provocada pela forte chuva que atingiu o território de Manguinhos, está arrecadando doações para de ajudar os moradores atingidos pelas enchentes. As equipes estão recebendo doações de alimentos não perecíveis, roupas, lençóis, calçados, agua potável, material de higiene pessoal e de limpeza. As doações podem ser entregues na portaria do CSEGSF.

Oficinas Clínicas sobre o Cuidado: curso segue com inscrições abertas

Estão abertas, até o dia 8 de março, as inscrições para o curso de qualificação Oficinas Clínicas sobre o Cuidado: Narrando casos e (Re)construindo sentidos para o trabalho em saúde 2018. A formação, direcionada a profissionais de saúde do SUS que atuam em funções assistenciais, tem como objetivo contribuir com a compreensão e (re)construção de sentidos acerca das questões ligadas à dimensão (inter)subjetiva do trabalho em saúde e da produção do cuidado. Organizado em duas unidades, que articulam 24 sessões de trabalho - num total de 72 horas presenciais -, o curso se estrutura a partir de uma dinâmica pedagógica que prevê a combinação de atividades e recursos diversos, aliando a discussão teórico conceitual e o desenvolvimento de oficinas clínicas, apoiadas em processos grupais e na utilização de casos como dispositivos de intervenção nos processos de trabalho em saúde. Ao todo, foram disponibilizadas 30 vagas, sendo 20 destinadas à demanda livre de profissionais de saúde e 10 para profissionais da área assistencial do Instituto Nacional do Câncer (INCA/MS).

Entrevistas

1

Rivaldo Venâncio, médico infectologista, professor da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul e Coordenador de Vigilância em Saúde e Laboratórios de Referência da Fiocruz fala sobre controle das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti no curto prazo no país. 


Ensino

Por meio de seu corpo docente, com mais de 300 doutores - um dos maiores e mais qualificados do país oferece à sociedade uma produção científica diversificada e uma ampla oferta de cursos de lato sensu e qualificação profissional (especialização, residência, aperfeiçoamento, atualização e formação continuada) e de stricto sensu (mestrado acadêmico e profissional, doutorado).


Aqui você encontrará informações sobre o Stricto e Lato Sensu, presencial e EAD, cursos, editais e corpo docente. | + |

Escola de Governo em Saúde

A Escola de Governo propõe-se a estruturar a formação e a educação permanente de gestores e profissionais de saúde, incorporando as características da moderna gestão de sistemas, serviços, organizações e programas, a construção de processos de educação permanente, a aliança entre trabalho e formação e a consolidação de redes de cooperação.


Acesse as páginas dos cursos, seus editais e programas. Faça parte desta rede! | + |

Cooperação Internacional

As atividades de cooperação internacional estão voltadas para apoiar países da América Latina, do Caribe e da África, e também para a realização de projetos com países mais desenvolvidos. O objetivo é contribuir para a consolidação do papel do Brasil no cenário internacional da Saúde Pública.

Visite a página de cooperação internacional e conheça os atos internacionais e a legislação brasileira para o setor. | + |


 
Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

ENSP NA WEB

facebook twitter Instagram youtube Soundcloud

BAIXE O APP DA ENSP

Google Play Store Apple App Store

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento,
que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.


Creative Commons License

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.