Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca

Notícias

Notícias

Manguinhos recebe 1ª Academia da Saúde-Escola

Isabela Schincariol

"Devemos parar de dizer que em Maguinhos não acontece nada. Agora, aqui é um lugar para se pensar o futuro", destacou Maria Helena Mendonça, vice-diretora de Pós-Graduação da ENSP, durante a inauguração da primeira Academia Carioca da Saúde-Escola, no campus Manguinhos. O equipamento, que funciona integrado à UPA e à Clínica da Família Victor Valla, é fruto da parceria entre a iniciativa Teias-Escola Manguinhos e a Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil do Rio de Janeiro. A ideia é que a Academia Carioca da Saúde-Escola atue na região expandindo o conceito de promoção da saúde com ênfase em atividades físicas, ampliando a atenção à saúde como espaço inovador de práticas de cuidado, ensino e pesquisa na área programática que engloba o bairro.

O projeto da Academia Carioca nasceu entre as diretrizes da Assessoria de Atividade Física da Superintendência de Promoção da Saúde e da Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil de formular e implantar políticas públicas que favorecessem a prática da atividade física no município do Rio de Janeiro, criando novos polos de promoção dessa prática nas Clínicas da Família e Unidades de Saúde. Com isso, em junho de 2009, a SMSDC-RJ iniciou a instalação de um conjunto de equipamentos de ginástica em Unidades de Saúde. Essa iniciativa, denominada Academia Carioca da Saúde, consistiu no incentivo à prática de atividade física da população adscrita no espaço daquelas Unidades e com supervisão de um profissional de educação física.

A Academia Carioca da Saúde-Escola, da Clínica da Família Victor Valla, atuará no Complexo de Manguinhos expandindo o conceito de promoção da saúde com ênfase em atividade física, ampliando a atenção à saúde como espaço inovador de práticas de cuidado, ensino e pesquisa na Área Programática 3.1. O diferencial de ser uma academia-escola redimensiona o objetivo principal do projeto, tornando-a uma unidade de referência para as demais já existentes e as futuras a serem implantadas.

Por incluir o complexo de Manguinhos, a AP 3.1 tem um amplo trabalho com a Fiocruz, principalmente no campo da saúde, com vistas a melhorar a qualidade de vida da população local. O Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria é um dos principais parceiros nessas atividades, por ser referência no atendimento à população e, através da Estratégia Saúde da Família, trabalhar com equipes dentro da comunidade.

Além de Maria Helena Mendonça, representando a direção da ENSP, a inauguração da Academia Carioca da Saúde-Escola contou com a presença do subsecretário de Atenção Primária, Vigilância e Promoção da Saúde (SMSDC-RJ), Daniel Soranzs, da coordenadora do Teias-Escola Manguinhos, Elyne Engstrom, da chefe do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Farias, Emilia Correia, do gerente da Clínica da Família Victor Valla, Alex Simões de Mello, da coordenadora das Academias Cariocas de Saúde e da Superintendência de Promoção de Saúde da SMSDC/RJ, Junia Cardoso, da representante comunitária Simone Penha e com a participação massiva da comunidade.

Em suas falas, Emilia e Elyne destacaram a importância do empoderamento da comunidade em relação a esse novo espaço de bem-estar, saúde e convivência criado para eles. Elyne explicou que os equipamentos, a princípio, são voltados principalmente para diabéticos, hipertensos e idosos. "A nossa proposta de trabalho é a de estímulo da atividade física com orientação de profissionais. Além disso, trabalharemos com uma equipe multiprofissional e manteremos o foco na pesquisa, pois o espaço nos permite várias possibilidades de estudo".

Já a chefe do CSEGSF/ENSP, Emilia, revelou que a experiência das outras academias tem mostrado o interesse de um público que, culturalmente, pouco procura médicos e hospitais: os homens. E isso pode ser muito bom, pois esse equipamento passa a funcionar como uma porta de entrada alternativa: "Mulheres, convidem seus filhos e marido para esse empreendimento tão importante na promoção da saúde", disse.

Alex lembrou dos anos de trabalho no território de Manguinhos e falou sobre os diversos funcionários, que trabalham com extrema dedicação e comprometimento para prestar uma melhor assistência e uma melhor atenção à saúde de todos. Maria Helena destacou a importância de "deixar o passado e as dores para trás e só lembrar do que nos fez chegar até aqui e poder enxergar que hoje Manguinhos é um lugar para se pensar o futuro", comentou a vice-diretora da ENSP.

A coordenadora geral das Academias Cariocas da Saúde falou sobre a necessidade de articular a saúde com o bem-estar e a felicidade, agradeceu a todos os envolvidos no sucesso do projeto das academias e lembrou que nenhum projeto acontece sozinho. O subsecretário da SMSDC-RJ destacou o equipamento como um importante projeto em relação à formação do sistema de saúde: "O Rio de Janeiro, hoje, é a cidade brasileira em que as pessoas mais gastam com saúde e a maioria delas gasta dinheiro do próprio bolso para cuidar da sua saúde. Além disso, o governo escolhia mal na hora de investir verba. A Academia Carioca da Saúde é uma resposta eficiente para a promoção da saúde, dando mais resultado do que tratamentos e exames de alta complexidade. Estamos aqui, hoje, investindo no que é mais importante para a população: a mudança dos hábitos de vida. E o acompanhamento da equipe multiprofissional que está aqui vai auxiliar em diversas áreas. É isso que esperamos que aconteça aqui", acredita Daniel.

Soranzs falou ainda sobre a peculiar característica da Academia de Manguinhos: ser academia-escola. Ele acredita que isso vai ajudar a revelar a saúde da população de Manguinhos e a desenvolver ações estratégicas para a área. Ela falou também sobre a inauguração do Espaço de Educação Permanente e da Sala de Agentes Comunitários de Saúde. Juntamente com Elyne, Daniel Soranzs descerrou a placa de inauguração da Academia Carioca da Saúde.



Academia Carioca da Saúde: ações e resultados

De acordo com a Assessoria de Atividade Física (SPS/SMSDC-RJ), os primeiros resultados da implantação desse projeto evidenciou a importância da continuidade do trabalho, que demonstrou ser efetivo no tratamento e controle das doenças crônicas não transmissíveis, estando de acordo com os princípios da Atenção Primária e da política nacional de promoção da saúde. Entre os resultados observados podem ser citados o controle da pressão arterial e da glicemia, redução do uso de medicamentos por prescrição médica, redução do peso corporal, diminuição de dores articulares, além de outros benefícios associados, como melhora do convívio social, da autoestima e do sono.

A CFVV foi a 27º unidade a receber uma Academia Carioca da Saúde. Os equipamentos instalados são apenas parte da estratégia, que, junto com o profissional de educação física, evoluiu em suas aplicações e atribuições. Alinhado com a proposta da Estratégia Saúde da Família e inserido no Núcleo de Apoio à Saúde da Família, esse profissional desenvolve atividades que incentivam e orientam a prática de atividade física, também fora dos muros da unidade.

Constituída por uma população de aproximadamente 18 mil habitantes, com elevada prevalência de hipertensos e diabéticos, a CSFVV também funcionará como centro permanente de treinamento e educação de profissionais de saúde; contribuindo, assim, para uma melhor qualificação do SUS, para a expansão do conceito da Academia Carioca da Saúde, em consonância com a Estratégia Saúde da Família, para elevar a qualidade dos recursos humanos e como estratégia de reprodução de modelos de referência na Atenção Primária.

voltar voltar

pesquisa

Calendário

Nenhum agendamento para hoje

ver todos