Portal ENSP - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca Portal FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz

Centro de Referência Professor Hélio Fraga

Rio, 17/01/2018

Sessões anteriores

    10

    O fardo do mercúrio: seminário na ENSP debate uso na odontologia

    O mercúrio é um metal pesado. Tomado em sentido literal, isso quer dizer que se trata de um elemento químico de elevada densidade. Mas não apenas. Pesadas, robustas, ameaçadoras são também as consequências do mercúrio para a saúde e o meio ambiente. Altamente tóxico, quando inalado em forma de vapor ou consumido por meio de alimentos contaminados, pode atingir os sistemas nervoso central, urinário e cardiovascular, danificando rins, pulmões, tireoide, olhos e causando distúrbios neurológicos e comportamentais. Em mulheres grávidas, perpassa a placenta e pode comprometer o desenvolvimento do feto e acarretar problemas futuros nas crianças, como dificuldades de aprendizado, memorização e concentração. Para discutir o tema, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) realizou, entre os dias 9 e 10 de novembro de 2017, o seminário Os Aspectos Toxicológicos do Mercúrio sobre a Saúde Humana e o Ambiente, promovido pelo Programa de Saúde Pública e Meio Ambiente (PSPMA), da Escola, em parceria com a International Academy of Oral Medicine and Toxicology, capítulo Brasil. O seminário ocorreu no contexto da ratificação da Convenção de Minamata no Brasil e na controvérsia a respeito do uso da amálgama. Os vídeos do seminário estão disponíveis no Canal da ENSP no Youtube. Confira!

    Debate sobre o banimento do amianto no Brasil está disponível em vídeo

    O Mestrado Profissional em Vigilância em Saúde do Trabalhador promoveu a aula aberta Banimento do amianto: uma luta coletiva e contínua. A aula, proferida pela coordenadora da Rede Ban Asbestos para a América Latina, Fernanda Giannasi, está disponível em vídeo no Canal da ENSP no Youtube. Segundo Giannasi, que é fundadora da Associação Brasileira dos Expostos ao Amianto, a invisibilidade e o silêncio epidemiológico provocados pela exposição ao amianto são indiscutíveis, e a situação só mudará com o banimento total da fibra. A atividade, realizada no final de 2017 na ENSP, foi mediada pelo pesquisador do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP), Luis Carlos Fadel. Confira, no vídeo abaixo, a aula na íntegra. 

    Seminário Internacional da ENSP debate sobre os sistemas de saúde da América Latina

    Agendas e Reformas dos Sistemas de Saúde na América Latina foi um dos temas debatidos durante o seminário internacional promovido pelo Programa de Pós-graduação em Saúde Pública (PPGSP/ENSP), e organizado pelas docentes Cristiani Vieira e Luciana Dias de Lima, da ENSP, em 11/12. Na ocasião, foi lançado o volume 33 suplemento 2 de Cadernos de Saúde Publica (CSP/ENSP), que enfoca a mesma questão do evento. À tarde, as pesquisadoras Célia Almeida, da Escola; Monica Uribe-Gómez, da Universidade Nacional de Colômbia; e Oliva López-Arellano, da Universidad Autônoma Metropolitana-Xochimilco, México, compuseram a mesa, coordenada por Luciana Dias de Lima. O debate contribuiu para o entendimento de que, nas décadas de 1980/1990, os Estados latino-americanos passaram por processos de liberalização econômica e de democratização, com implicações para as políticas sociais. O suplemento temático de CSP, enfatiza que a eleição de governos de centro-esquerda em alguns países, nos anos 2000, suscitou expectativas de mudanças nos modelos de desenvolvimento havendo na região experiências positivas da redução das desigualdades. Entretanto, em meados da década de 2010, evidencia-se uma nova inflexão em várias nações latino-americanas, cujo cenário passa a se caracterizar por instabilidade econômica e política, ascensão de governos de perfil neoliberal e neoconservador, ameaças à democracia e a direitos sociais.

    ENSP comemora aniversário do Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública com homenagens e Seminário de Ensino

    São cinco décadas pensando, criando e fazendo a Saúde Pública brasileira. Na próxima semana, a partir da quarta-feira, 29 de novembro, a ENSP celebrará o aniversário de 50 anos de seu Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Saúde Pública, além de promover uma série de debates sobre temas relativos à educação, qualificação e saúde no contexto do Seminário de Ensino 2017. São cinquenta anos marcados por muita luta. Desde a repressão dos militares às ameaças atuais de desfinanciamento, são diversos os desafios que professores, coordenadores, funcionários e alunos enfrentaram para fazer da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, da Fundação Oswaldo Cruz, referência internacional quando o tema é a produção acadêmica no campo da Saúde Coletiva. Além de homenagens e uma mesa de debates, será lançado o livreto comemorativo e um vídeo. 

    Centro de Referência Professor Hélio Fraga promove sessões científicas nos dias 4 e 6 de dezembro

    O Centro de Referência Professor Hélio Fraga (CRPHF/ENSP) promoverá, nos dias 4 e 6 de dezembro, as sessões científicas Gerencimento da Qualidade de Redução de Desvios em Estudos Clínicos e Quando iniciar TARV em pacientes coinfectados TB x HIV já em uso de tuberculostáticos/ Revisão de Literatura: Diagnóstico Clínico e Laboratorial da Zika, respectivamente. A sessão do dia 4 de dezembro, sobre gerencimento da qualidade, será proferida por Glauce Santos, e está marcada para às 13h30, no auditório 1 do Hélio Fraga. A segunda sessão, que acontecerá no dia 6 de dezembro, às 14 horas, também no auditório 1 do Centro de Referência, tratará de dois assuntos diferentes - redução de desvios e revisão de literatura - , e para isso contará com a participação de Ricardo Ibiapina Oliveira e José da Rocha Camões. Ambas atividades são abertas aos interessados e não necessitam de inscrição prévia. 

    ENSP comemora aniversário do Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública com homenagens e Seminário de Ensino

    São cinco décadas pensando, criando e fazendo a Saúde Pública brasileira. Na próxima semana, a partir da quarta-feira, 29 de novembro, a ENSP celebrará o aniversário de 50 anos de seu Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Saúde Pública, além de promover uma série de debates sobre temas relativos à educação, qualificação e saúde no contexto do Seminário de Ensino 2017. São cinquenta anos marcados por muita luta. Desde a repressão dos militares às ameaças atuais de desfinanciamento, são diversos os desafios que professores, coordenadores, funcionários e alunos enfrentaram para fazer da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, da Fundação Oswaldo Cruz, referência internacional quando o tema é a produção acadêmica no campo da Saúde Coletiva. Além de homenagens e uma mesa de debates, será lançado o livreto comemorativo e um vídeo. 

    ENSP comemora aniversário do Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública com homenagens e Seminário de Ensino

    São cinco décadas pensando, criando e fazendo a Saúde Pública brasileira. Na próxima semana, a partir da quarta-feira, 29 de novembro, a ENSP celebrará o aniversário de 50 anos de seu Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Saúde Pública, além de promover uma série de debates sobre temas relativos à educação, qualificação e saúde no contexto do Seminário de Ensino 2017. São cinquenta anos marcados por muita luta. Desde a repressão dos militares às ameaças atuais de desfinanciamento, são diversos os desafios que professores, coordenadores, funcionários e alunos enfrentaram para fazer da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, da Fundação Oswaldo Cruz, referência internacional quando o tema é a produção acadêmica no campo da Saúde Coletiva. Além de homenagens e uma mesa de debates, será lançado o livreto comemorativo e um vídeo. 

    ENSP promove debate sobre crise da saúde no Rio de Janeiro nesta quinta-feira (23/11)

    Dedicada há mais de seis décadas à formação profissional em saúde, pesquisa, desenvolvimento tecnológico, formulação de políticas públicas e prestação de serviços de referência em saúde, a Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz não poderia ficar imune à crise da saúde no Rio de Janeiro. Demissões, salários atrasados, falta de insumos, medicamentos, exames complementares e a ausência de contratos de manutenção e limpeza são alguns dos exemplos que expõem a situação vivida pelos cariocas. Diante disso, nesta quinta-feira, 23 de novembro, a ENSP/Fiocruz promoverá o debate A crise na Saúde no Município do Rio de Janeiro, às 9 horas, no salão internacional. O debate será coordenado pelo médico, vereador da Comissão de Saúde da Câmara Municipal e professor colaborador da ENSP, Paulo Pinheiro, e contará com a participação do Presidente do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde, Ronaldo Moreira Paes, do Presidente da Associação dos Médicos de Família e Comunidade, Moisés Vieira Nunes, da Subsecretária Geral Executiva da Secretaria Municipal em Saúde, Ana Beatriz Busch Araújo, e do Representante do Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro, Ricardo Levorato. A atividade, organizada com o apoio da Direção e da Vice-Direção de Escola de Governo em Saúde da ENSP, é aberta a todos os interessados e não necessita de inscrição prévia.

Centro de Referência Professor Hélio Fraga
Estrada de Curicica nº 2000 - Jacarepaguá
Tel.: (21) 2448-6814 - Fax: (21) 3417-4017 - E-mail: crphf@ensp.fiocruz.br