Portal ENSP - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca Portal FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz

DENSP - Departamento de Endemias Samuel Pessoa

Rio, 08/08/2020

Projetos de Pesquisa

TítuloFATORES ETIOLÓGICOS E PROGNÓSTICOS PARA INFECÇÃO RESPIRATÓRIA AGUDA EM CRIANÇAS INDÍGENAS GUARANI MENORES DE CINCO ANOS HOSPITALIZADAS DO DISTRITO SANITÁRIO ESPECIAL INDÍGENA LITORAL SUL, BRASIL: UM ESTUDO CASO-CONTROLE

DepartamentoDENSP - Departamento de Endemias Samuel Pessoa

Descrição:A breve revisão da literatura evidencia a importância das Doenças Respiratórias Agudas Baixas (DRAB) na morbimortalidade mundial, principalmente na dos países em desenvolvimento e nas populações menos favorecidas, com restrição de acesso aos serviços de saúde e em condições vulneráveis de vida. Algumas dessas situações coincidem com àquelas encontradas nas aldeias indígenas Guarani no Sul e Sudeste do Brasil e também no restante da população indígena brasileira. Apesar escassez de dados referentes à situação de saúde da população indígena brasileira, é possível demonstrar, mesmo que em linhas gerais, a magnitude das IRA nesse segmento populacional. Tendo em vista essa relevância epidemiológica das IRA e o desconhecimento dos fatores de risco implicados na determinação das IRA entre os indígenas; as iniqüidades em saúde expressas por uma sobremortalidade indígena em idades precoces; as condições adversas de vida do Povo Guarani; e as particularidades da atenção à saúde em um contexto intercultural, justifica-se a necessidade de melhor conhecimento e descrição da morbimortalidade por causas infecciosas respiratórias agudas e o reconhecimento dos fatores determinantes das DRAB entre os Guarani. A identificação, pela primeira vez em uma população indígena no Brasil, de fatores de risco para DRAB, que são as IRA que mais frequentemente resultam em hospitalização e morte, contribuiria para o planejamento de intervenções diferenciadas objetivando: reduzir as hospitalizações por DRAB e custos relacionados; reduzir a freqüência de afastamento dos doentes e seus familiares de seus contextos socioculturais; reduzir o risco de morte por DRAB. Buscou-se desenvolver uma linha de investigação em saúde indígena que contribuísse para conhecer melhor esse problema e produzir evidências científicas sobre os determinantes sociais da saúde Guarani e suas repercussões sobre a morbimortalidade por doenças respiratórias agudas, que pudessem orientar as intervenções nos campos da assistência, da prevenção e da promoção da saúde. OBJETIVO GERAL: analisar fatores etiológicos e prognósticos para Infecção Respiratória Aguda em pacientes hospitalizados da população indígena Guarani menor de cinco anos do Distrito Sanitário Especial Indígena Litoral Sul (DSEI-LS). OBJETIVOS ESPECÍFICOS: (1) Identificar fatores etiológicos para Infecção Respiratória Aguda em pacientes hospitalizados da população indígena Guarani menor de cinco anos do DSEI Litoral Sul; (2) Identificar fatores prognósticos para Infecção Respiratória Aguda em pacientes hospitalizados da população indígena Guarani menor de cinco anos do DSEI Litoral Sul; (3) Estimar as freqüências de hospitalização segundo principais grupos de causa (CID 10) na população indígena Guarani menor de cinco anos do DSEI Litoral Sul; (4) Estimar a freqüência de óbitos por causa, idade e sexo; (5) Estimar a prevalência de desnutrição e anemia na população indígena Guarani menor de cinco anos do DSEI Litoral Sul; e (6) Propor melhorias na organização do serviço de saúde indígena no DSEI Litoral Sul relativas à atenção às Doenças do Aparelho Respiratório na população indígena Guarani menor de cinco anos do DSEI Litoral Sul. MÉTODOS Desenho de estudo Caso-controle pareado no tempo, por sexo idade e local de residência, em crianças indígenas Guarani no Sul e Sudeste do Brasil. Estudos associados: estudos descritivos de morbidade hospitalar e de mortalidade e estudo de prevalência do estado nutricional de crianças Guarani menore de cinco anos. População e área de estudo (caso-controle) Foram elegíveis para o estudo as crianças indígenas Guarani com idade inferior a 5 anos residentes em 83 aldeias e acampamentos dispersos no território que se estende de litoral do Estado do Rio de Janeiro ao litoral do Estado de Santa Catariana e em todo o Estado do Rio Grande do Sul.

Grupo de pesquisaSAÚDE, EPIDEMIOLOGIA E ANTROPOLOGIA DOS POVOS INDÍGENAS

Linha de pesquisaSAÚDE INDÍGENA

programa de pós graduação

CoordenadorCARLOS EVERALDO ALVARES COIMBRA JUNIOR

Subárea de Conhecimento4.06.01.00-5

Ano do início2004    Ano previsto do fim2012

Paticipantes Internos

  • Nenhum participante interno cadastrado

Paticipantes Externos

  • Nenhum participante externo cadastrado

Paticipantes Alunos

  • Nenhum participante aluno cadastrado

Paticipantes Bolsistas

  • Nenhum participante bolsista cadastrado

DENSP - Departamento de Endemias Samuel Pessoa
Rua Leopoldo Bulhões, Nº. 1480, Sala 601, Bairro Manguinhos - Rio de Janeiro/RJ. CEP: 21041-210
Tel.: (21) 2598-2683 - Fax: - E-mail: endemias@ensp.fiocruz.br