Portal ENSP - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca Portal FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz

DENSP - Departamento de Endemias Samuel Pessoa

Rio, 06/12/2019

Projetos de Pesquisa

TítuloPERFIL EPIDEMIOLÓGICO DA HANSENÍASE EM MENORES DE 15 ANOS NO MUNICÍPIO DE TERESINA - PI

DepartamentoDENSP - Departamento de Endemias Samuel Pessoa

Descrição:A hanseníase é uma endemia em processo de eliminação no mundo, entre os anos de 1985 até o início de 2005, 14 milhões de casos foram diagnosticados e tratados. Nas últimas décadas até o início de 2004, houve um declíneo da carga global da doença de aproximadamente 90%. Os dados do Ministério da Saúde do Brasil revelam a necessidade de focalizar e agilizar o diagnóstico da hanseníase em menores de 15 anos que podem ser os contactantes de casos ainda não assistidos e não identificados pelo sistema de saúde. Objetivou-se com o presente trabalho analisar o perfil epidemiológico da hanseníase em menores de quinze anos no período de 1997 a 2006, no município de Teresina-Piauí, bem como avaliar os dados sobre a doença no sistema de informação oficial de agravos de notificação, procurou-se também, descrever a evolução histórica dos casos novos registrados entre os menores de 15 anos, considerando sua distribuição geográfica nos bairros da capital. O estudo utilizou uma abordagem quantitativa. Os sujeitos do estudo foram todos os casos de hanseníase em menores de 15 anos, de ambos os sexos, notificados no período de 1997 a 2006 e residentes no município de Teresina-Piauí. O estudo da avaliação da magnitude da endemia considerou dois períodos de cinco anos, 1997-2001, 2002-2006. O perfil deste grupo etário foi delineado com variáveis relativas ao sexo, faixa etária e classificação operacional dos casos. A densidade de Kernel serviu para demonstrar a distribuição dos casos por bairros da capital. Os resultados demonstraram que os jovens acometidos representaram, durante todo o período do estudo, valores proporcionais acima de 10% dos casos, não apresentaram um padrão de transmissão definido entre meninos e meninas. Os jovens de 10 a 14 anos de idades foram os mais atingidos pela doença, com notificação de casos em menores de 05 anos e que apesar do declíneo na taxa de detecção em jovens, o município ainda é hiperendêmico, com tendência de aumento de casos em multibacilares. Outro dado relevante foi à concentração dos casos em bairros antigos da capital, principalmente na zona Norte da capital . O estudo se propôs a contribuir e delinear o perfil dos jovens com hanseníase no município de Teresina e apresenta sugestões para intervenções específicas que contribuam para tomada de decisões pelos gestores públicos no controle da hanseníase no município de Teresina.

Grupo de pesquisaANÁLISE DE DETERMINANTES SOCIAIS E BIOLÓGICOS DE ENDEMIAS

Linha de pesquisaDETERMINAÇÃO E CONTROLE DE ENDEMIAS

programa de pós graduação

CoordenadorLUCIANO MEDEIROS DE TOLEDO

Subárea de Conhecimento40602001

Ano do início2007    Ano previsto do fim2008

Paticipantes Internos

  • Nenhum participante interno cadastrado

Paticipantes Externos

  • Nenhum participante externo cadastrado

Paticipantes Alunos

  • Nenhum participante aluno cadastrado

Paticipantes Bolsistas

  • Nenhum participante bolsista cadastrado

DENSP - Departamento de Endemias Samuel Pessoa
Rua Leopoldo Bulhões, Nº. 1480, Sala 601, Bairro Manguinhos - Rio de Janeiro/RJ. CEP: 21041-210
Tel.: (21) 2598-2683 - Fax: - E-mail: endemias@ensp.fiocruz.br